Classificados

VÍDEOS

Morre o cantor sertanejo Davi, da dupla com Durval
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Você concorda com a aplicação de multa de R$ 500 para quem não estiver usando máscaras em locais com circulação de pessoas?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

12/06/2019

Vigilância alerta sobre prevenção contínua contra o Aedes

Imagem/Secom – PMP
Detalhes Not�cia
Período mais frio é ideal para a eliminação de criadouro, prevenindo novos casos de dengue

O período de temperaturas mais baixas proporciona uma redução nos índices de infestação do mosquito Aedes aegypti. Apesar disso, os moradores devem manter os cuidados para prevenir a proliferação da dengue e impedir o avanço da epidemia. A eliminação dos criadouros nas residências é a medida mais efetiva nesse combate.
O Serviço de Vigilância Epidemiológica registrou uma redução no número de notificações da doença, ao comparar os meses de abril e maio. Segundo o encarregado do setor, Franklin Cordeiro, as medidas preventivas associadas à queda de temperatura são fatores que contribuíram para a queda de casos notificados.
“Todo o trabalho preventivo, o apoio da população no combate, a nebulização de inseticidas em diversos bairros foram determinantes para o desaceleramento de casos. O mosquito não dá trégua, por isso a prevenção deve ser contínua. A eliminação dos criadouros deve fazer parte da rotina de cada morador”, explicou.
Ainda segundo o encarregado, o pico de notificações ocorre nos meses de março até o início de abril. “Com a temperatura mais fria conseguimos reduzir a transmissão. Portanto este é o período ideal para intensificar os cuidados, eliminando criadouros e ovos do mosquito antes de um novo período de calor”, afirmou o Cordeiro.

Casos
Até o dia 07 de junho, foram registrados 396 casos positivos já confirmados por exame laboratorial, 833 casos confirmados por exame clínico epidemiológico, e outros 727 aguardam a confirmação.
Com relação a óbitos, a cidade tem quatro casos confirmados decorrentes da dengue. Um deles é de uma mulher de 33 anos ocorrido em 17 de março, outro de uma mulher de 85 anos em 18 de abril, e o terceiro de uma mulher de 30 anos ocorrido em 12 de maio. Há mais um caso confirmado, um óbito de homem de 91 anos ocorrido em 19 de maio.
Existem outros nove óbitos suspeitos, em investigação epidemiológica e aguardando exames. Os exames são realizados pelo Instituto Adolpho Lutz, credenciado pelo Ministério da Saúde. Há dois casos suspeitos de óbito em mulheres, sendo uma com 68 anos no dia 08 de maio e uma moradora de 74 anos com falecimento no dia 10 de junho. 
Há ainda sete homens: um de 57 anos ocorrido em 15 de abril, outro de 80 anos ocorrido em 19 de abril, um morador de 86 anos com óbito no dia 06 de maio, homem de 88 anos falecido no dia 10 de maio. Ainda estão em investigação os óbitos de um homem de 56 anos com óbito no dia 26 de maio, um morador de 76 anos com óbito em 04 de junho. Outro homem com 79 anos teve óbito registrado em 07 de junho.

Secom – PMP

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.