Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você mantém a tradição de colocar decorações de Natal em sua casa?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

22/06/2019

Tratorista embriagado e CNH cassada tomba caminhonete

Colaboração
Detalhes Not�cia
Caminhonete tombou na rua após atingir veículo estacionado e ainda danificar o muro e o portão de uma residência

DA REPORTAGEM

Um tratorista de 38 anos foi preso em flagrante na tarde de quinta-feira (20) depois de perder o controle da direção de sua caminhonete, bater contra outro veículo e tombar na avenida Goiás, na vila Santo Antônio, em Penápolis. Além de embriagado, o condutor da caminhonete estava com sua carteira de habilitação cassada. 
Segundo informações do Boletim de Ocorrência, policiais militares faziam patrulhamento de rotina, por volta das 16h55, quando foram acionados a comparecer na rua Goiás com a informação de que havia ocorrido um acidente de trânsito.
Ao chegar, constataram que o tratorista conduzia uma caminhonete Triton quando acabou se chocando contra um veículo Fiat Uno que estava devidamente estacionado. Com o impacto, a caminhonete acabou tombando e atingiu o muro e o portão de uma residência próxima, a caminhonete parou ao atingir um poste de energia. 
Consta ainda no BO que os policiais solicitaram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ao tratorista, entretanto, ele os informou de que não estava em posse do documento. Ao pesquisarem, os policiais descobriram que o tratorista estava com sua documentação cassada.
Eles ainda o questionaram se havia ingerido bebida alcoólica, ele confessou que havia ingerido cerveja.
Ele foi convidado a fazer o teste do bafômetro, que apontou resultado de 0,34 miligramas de álcool por litro de ar alveolar.
Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido ao Plantão Policial para prestar mais esclarecimentos. Na unidade, o delegado responsável arbitrou fiança de R$ 2 mil para que ele pudesse responder ao processo em liberdade. Mas como a quantia não foi paga, ele foi ouvido e levado para a Cadeia Pública da cidade, onde está à disposição da Justiça. (Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2019 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.