Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

29/06/2016

SSP: Combate à criminalidade resulta em boas estatísticas

Imagem/Rafael Machi
Detalhes Not�cia
O tenente Zambrosi reforçou a produtividade policial sobre as estatísticas divulgadas pela SSP

DA REPORTAGEM

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo divulgou nesta semana os dados estatísticos sobre as ocorrências criminais registradas em Penápolis no mês de maio. Os números mostram uma queda considerável nas principais ocorrências em comparação ao mês anterior, abril, e também em relação ao mesmo período de 2015.
De acordo com o levantamento apresentado pela SSP, o destaque ficou por conta dos casos de roubo, que caíram para zero em maio, ou seja, nenhum caso foi registrado durante todo o mês passado. A queda foi significativa em relação ao mês de abril, quando sete casos haviam sido registrados em Penápolis, e mais ainda em relação a maio de 2015, quando 10 roubos haviam, sido registrados, o que mostra a queda gradativa que vem ocorrendo neste período do ano. Apesar de a informação não ser oficial, um levantamento feito pelo      DIÁRIO DE PENÁPOLIS revela que a tendência para este mês de junho seja que o número de roubos continue em baixa, já que apenas um teria ocorrido na cidade, tendo sido registrado no dia 20 de junho em um posto de combustíveis. O número de roubos de veículos vem de uma boa sequência nos cinco primeiros meses do ano, tendo sido apenas um caso registrado no mês de março. Em maio nenhum caso foi registrado. Os furtos de veículos também tiveram redução, sendo de quatro em abril para apenas dois em maio. No mesmo mês de 2015, os furtos de veículos foram quatro.
Apesar disso, os casos de furto em geral tiveram um pequeno aumento em maio comparado ao mês anterior, subindo de 64 para 73 registrados no último mês. Ainda em maio foi registrado um homicídio, quando o industriário Jucelino da Silva, de 35 anos, foi morto a tiros na porta de um bar após um desentendimento. O caso ocorreu no dia 31 de maio. Além de uma tentativa de homicídio ocorrida em maio. Nenhum caso de estupro foi registrado na cidade no último mês.

Produtividade
A produtividade policial também tem sido destaque na atuação da polícia em Penápolis, havendo significante crescimento nos dois últimos anos. Em 2014 foram 32 armas apreendidas pela polícia, número menor do que o obtido em 2015, quando foram 44. Da mesma forma ocorreu com o número de pessoas presas, sendo 226 em 2014 contra 268 em 2015. Outro destaque sobre a produtividade policial é em relação aos casos de tráfico de entorpecentes registrados. Em 2014 foram apenas 79, enquanto que em 2015 o número subiu para 116. Já nos cinco primeiros meses do ano, os casos já somam 76, o que mostra que as ocorrências podem ter um aumento ainda neste ano. Para o comandante do pelotão da 2ª Companhia da Polícia Militar de Penápolis, 1º tenente Flávio Augusto Bachiega Zambrosi, a redução de crimes na cidade está ligada ao trabalho intenso realizado pela Polícia Militar em algumas áreas de cidade. “Principalmente em relação ao tráfico de drogas, sendo este um dos principais motivos de crimes na cidade. Hoje podemos afirmar que o aumento de casos de tráfico registrados não está relacionado ao crescimento deste tipo de crime, mas à intensificação da Polícia Militar neste combate”, afirmou. Entretanto, o tenente ressaltou que é importante a ação de todos para que a criminalidade continue com números positivos. “O combate ao crime não ocorre somente com a ação da Polícia Militar, mas também com a ação e envolvimento de todos, seja da prevenção da população e do poder público como a ação do Judiciário e Ministério Público. Todos precisam estar unidos, combatendo as diferenças sociais e econômicas e diminuindo a sensação de impunidade”, finalizou.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.