Classificados

VÍDEOS

Residência pega fogo em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

25/11/2008

Semana da Consciência Negra: Penapolenses são homenageados em evento

Com o objetivo de marcar a passagem do Dia da Consciência Negra e proporcionar a reflexão a respeito do tema a Prefeitura de Penápolis realizou nos dias 20 e 21 de novembro diversas atividades envolvendo a comunidade no Teatro Lúmine, entre elas uma mesa redonda com a participação de profissionais da área da educação, sociologia e psicologia, um sarau e também uma homenagem a personalidades.

Foi entregue o Troféu Consciência Negra a seis pessoas de destaque na comunidade: Adalgiso do Nascimento, Celina de Almeida Felício, Rubens Luis dos Santos, Valdeci da Silva, Daniel Dhemes Gregório da Silva e Sivaldo Pereira. A referida homenagem acontece desde 2003 e tem o objetivo de valorizar pessoas que representarem com dignidade e orgulho a raça negra. O evento contou com as seguintes apresentações: “Batucada”, do CEU Harume Kubota da Silva; dança – “Da tribo à Sapucaí”, do CEU Montaha Gibara Ayub; dança – “Aquarela do Brasil”, da Emef Dr. Mário Sabino; dança – “O mais belo dos belos”, da Emef Dr. Mário Sabino; poesia – “Sobre as Cicatrizes” e “A palavra negra” de autoria de Cuti Silva, declamadas respectivamente pelo ator Ricardo Faria e o músico Ruan Ferres; Música – Pocket-show, com músicas brasileiras, com o ator Kall Andrade e o músico Daniel Dhemes e uma homenagem, com o músico Walter “Armstrong”.

 

Conheça um pouco dos homenageados

Adalgiso do Nascimento – o Ziza, filho de Elias Vicente do Nascimento e de Lucília Carvalho do Nascimento, nasceu no dia 8 de novembro de 1957 na zona rural do município de Avanhandava. Atua profissionalmente na área de comércio de veículos. Exerce sua 6ª Legislatura consecutiva -(1983/1988, 1989/1992, 1993/1996, 1997/2000, 2001/2004 e 2005/2008). Mantém fidelidade partidária ao PMDB, partido do qual foi presidente da comissão provisória em Penápolis em 2003. Casado com Fátima de Souza do Nascimento, com a qual possui dois filhos: Thiago de Souza Nascimento e Jackeline de Souza Nascimento.

 

Celina de Almeida Felício – nasceu em Barbosa em 02 de julho de 1962, filha de Jonas Pereira de Almeida e de Jardelina de Almeida. É casada com José Felício Filho e é mãe do Felipe. Passou sua infância e adolescência residindo ao lado de seus irmãos: Vera, Dirce, Nilson, Irene, Adilson e Hamilton na colônia da usina campestre, onde seu pai trabalhava para manter a família. E foi na usina campestre onde também iniciou sua vida profissional como auxiliar de escritório e participou ativamente dos grandes desfiles de carnaval promovidos pela escola de samba unidos da usina campestre durante vários anos, e ainda desfilava para várias lojas de Penápolis. Em 1989, Celina casa-se e passa a residir em São Paulo, retornando para Penápolis após 4 anos. De volta à nossa terra, começou  a trabalhar na Pevi e em seguida na Floricultura Hugo Fráguas, onde além de vender  flores cativava a todos com seu sorriso. Após o fechamento da floricultura, Celina passou a trabalhar no empório botânico e em seguida no Tarsila e depois na empresa nova PCO mantendo um bom relacionamento com todos os clientes. Atualmente trabalha como auxiliar de laboratório na empresa Bioamil. Celina é dona de uma alegria contagiante e de uma grande espontaneidade, uma pessoa que conquista a todos que dela se aproximam.

 

Rubens Luis dos Santos – filho de Maria Zilda de Jesus e José Anísio dos Santos, Rubens é o caçula de uma família de seis irmãos, nasceu no município de José Bonifácio (Fazenda Guassú) e quando tinha apenas um ano de idade, perdeu seu pai. Desde o início de seus estudos se destacou por seu desempenho, recebendo prêmios e medalhas. Sua mãe e seus dois irmãos mais velhos, José Roberto e Alberto Jorge trabalhavam para dar sustento e estudo aos quatro irmãos mais novos. Em 1986, toda a família muda-se para Penápolis, em outra fazenda, onde trabalhava e viajava para cursar o ensino médio. Prestou vestibular para Ciências na Funepe, onde conseguiu o 2º lugar, como não tinha recursos para pagar e  tinha um ótimo histórico escolar, ganhou uma bolsa de estudos integral, cursando primeiramente Ciências e depois Habilitação em Matemática. Foi aprovado em vários concursos e iniciou carreira no funcionalismo público municipal como fiscal de obras e posturas.  Concluído os estudos começou a dar aulas na cidade de Barbosa, onde lecionou por três anos. No ano de 1994 sua família veio para Penápolis e passaram a morar todos juntos. Em 1995, convidado pelo professor Maurílio Machi  começou a dar aulas também em Clementina, juntamente com sua irmã Virgínia. Em 1998, devido a reorganização e centralização das atribuições de aulas, fica sem nenhuma aula. Nessa época, mudou-se junto com sua irmã e mais quatro professores para Caraguatatuba onde passa a lecionar. Ainda em Caraguatatuba é aprovado no concurso de Peb II e no ano de 2000 assumiu seu cargo na EE Adelino Peters, em Penápolis. No ano de 2001, é convidado para dar aulas no Colégio Franciscano Coração de Maria, onde  trabalha até hoje.

Em 2003 é novamente aprovado no concurso de Peb II (em Ciências e 1º lugar em Matemática) e assumiu seu 2º cargo  no estado, agora na EE Profª Luiza Maria Bernardes Nory. Atualmente  é casado com Neide Penco e reside no bairro Village Regina. Rubens é uma pessoa muito perseverante que luta por seus ideais sempre se preocupando em ajudar o próximo e sendo admirado por todos os seus familiares e amigos.

 

Valdeci da Silva – nasceu em Pacaembu/SP em 07 de fevereiro de 1971, é filho de Arlindo Silva e Josefa Costa Silva. É solteiro e atualmente trabalha no Curtume Atlântica e faz parte do movimento de hip hop em Penápolis, sendo ele um dos principais incentivadores. Valdeci escreve fanzine (tipo de revista que engloba todo tipo de temas), com especial incidência em histórias em quadrinhos, ficção científica, poesia, música, feminismo, vegetarianismo, veganismo, cinema, jogos de computador e vídeo-games, em padrões experimentais. Enviando para várias regiões do Brasil, disseminando assim essa forma de literatura.

Billa é um artista completo, pois além de escrever, desenhar e pintar quadros , foi também  um dos precursores do núcleo negro kotingama que tem por objetivo resgatar a cultura e manter viva as tradições históricas, uso e costumes da raça negra.

 

Daniel Dhemes Gregório da Silva – filho de Dilza Gregorio e Mário Aparecido da Silva, nasceu em Glicério em 29 de junho de 1987. Tem três irmãos:  Eugênia, Otoniel e Murilo. Cursou o ensino fundamental em Glicério e o ensino médio na EE Profª Yone Dias de Aguiar. Reside em Penápolis há cinco anos. No ano de 1999, Daniel começou a fazer parte do Núcleo Municipal de Teatro de Penápolis e em 2003 passou a integrar a Cia. Teatro Pano de Fundo, estreando no espetáculo Auto do Boi, sob a direção de Luis Carlos Colevatti.

Durante os anos seguintes, participou de várias montagens teatrais e em setembro desse ano conseguiu seu registro de ator profissional na divisão regional do trabalho como artista, na função de ator.

Apesar da pouca idade, Daniel já desenvolveu várias atividades ligadas à arte, participou de alguns curtas-metragens,  ministrou oficinas de cerâmica, percussão, participou de vários festivais de teatro e de música, além de fazer a direção de alguns espetáculos teatrais. Apesar de jovens, Daniel é um artista versátil que já recebu muitas premiações. Atualmente Daniel integra o grupo Maria Fedida, juntamente com Rodrigo Matias e Rafael Freitas, resgatando  a arte milenar de contar histórias com a proposta de despertar em crianças e jovens o interesse pela leitura. Daniel Dhemes é um exemplo de dedicação e amor à arte, desenvolvendo nesse setor várias atividades que fazem dele um artista com grandes contribuições para a população penapolense.

 

Sivaldo Pereira – nasceu na cidade de promissão em 15 de junho de 1940, filho de Altivo Genuino Pereira e de Tereza Ferreira Pereira, a popular dona Tereza da Escola de Samba “Lá vem Mangueira”, que envolvia toda a família de dona Tereza: as filhas Mirtes, Nadir, Edna, Cenira, Adalgisa, Valdinéia, os netos Celinho e Marcinha, além do próprio Sivaldo e deixou grande contribuição para a história do carnaval em Penápolis. Casado com dona Maria Martins, Sivaldo atualmente é aposentado e ao longo dos anos trabalhou como cozinheiro e armador. Há mais de 30 anos é percussionista da Corporação Musical Maestro José Ferreira Leite. Nosso homenageado viveu e vive num mundo de muita música, muito samba e hoje recebe também a presença de seus amigos da banda municipal e do músico Walter Armstrong. Secom – PMP

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade