Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

20/10/2011

Segundo suspeito da morte de Dizinho se entrega à polícia

DA REPORTAGEM

Após o primeiro suspeito de envolvimento na morte do soldador Edson José Ferreira, 33 anos, também conhecido como “Dizinho”, ter sido preso na noite de segunda-feira, 17, o segundo suspeito, se apresentou na tarde de terça-feira, 18, acompanhado de seu advogado. O crime ocorreu no dia 12 de setembro do ano passado no Residencial Pereirinha. Segundo informou o delegado do município, Mauro Gabriel, o homem – que não teve seu nome divulgado – foi abordado por policiais militares em um veículo no momento em que se dirigia para a delegacia para se apresentar. Com ele também estava seu advogado. Ele soube da prisão ocorrida no dia anterior e procurou seu advogado que o aconselhou a se apresentar. Ao verificarem a documentação do rapaz, os policiais constataram que havia um mandado de prisão expedido contra ele, sendo dada a voz de prisão. Em abril deste ano, a Polícia Civil apreendeu uma pistola 7.65 municiada com calibre 32, sendo que a arma seria a mesma utilizada no crime contra Dizinho. Segundo Mauro, a arma foi periciada e constatou-se que se trata da mesma utilizada no fato. O inquérito sobre o caso já foi concluído e o delegado afirmou que a causa do crime teria sido um desentendimento passado. “Um dos suspeitos do crime, cerca de dois meses antes da morte de Dizinho, teve um desentendimento com um amigo da vítima fatal, sendo que Dizinho teria intervindo em favor do amigo, motivo pela qual os suspeitos o mataram”, disse. Dizinho voltava de uma festa com alguns amigos, momento em que foi interceptado por uma moto com dois indivíduos. Eles atiraram contra a vítima e fugiram em seguida. Dizinho morreu ao dar antes de dar entrada no Pronto Socorro com uma hemorragia interna aguda provocada por um projétil de arma de fogo que entrou pela região escapular esquerda, transfixou o pulmão e a artéria abdominal. Ambos os suspeitos estão presos na Cadeia Pública de Penápolis e devem ser encaminhados para a Penitenciária de São José do Rio Preto. (Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade