Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

28/06/2017

Secretaria de Segurança confirma baixo índice criminal

Imagem/Arquivo DIÁRIO
Detalhes Not�cia
As polícias Civil e Militar realizaram 2.925 flagrantes de tráfico de drogas em maio

DA REPORTAGEM

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo confirmou nesta segunda-feira (26), através da divulgação de seus dados estatísticos sobre a criminalidade no Estado, os baixos índices criminais obtidos por Penápolis no mês de maio deste ano e que haviam sido divulgados, em primeira mão, pelo DIÁRIO DE PENÁPOLIS no início deste mês. Na matéria, foi destacado o longo período de dois meses e meio em que Penápolis ficou sem registrar roubos. A fase se estabeleceu por quase três meses, mas o “jejum” se quebrou no último dia 16 quando um caso foi registrado na Vila Aparecida onde uma mulher teve  R$ 4,3 mil roubados por um indivíduo que teria invadido sua residência. 
De acordo com o levantamento apontado pela SSP, a cidade não registrou nenhum roubo durante o mês de maio. Com isso, fecharam-se dois meses (abril e maio) sem o registro de ocorrências deste tipo. Em relação ao mês de abril, a SSP registrou em seu portal de transparência um roubo em Penápolis, entretanto o caso não é considerado pela PM, por se tratar de um roubo de carga ocorrido em uma rodovia da região e que ainda está sob investigação. A secretaria divulgou também que os roubos de veículos permaneceram zerados em maio. Com isso, nenhum caso desta natureza foi registrado em Penápolis desde o início do ano. 
Outro destaque ficou para os estupros. Em maio, apenas um caso foi registrado e o número foi caindo ao longo dos últimos três meses, já que em março a cidade chegou a ter seis registrados. Já os furtos ocorridos em Penápolis tiveram um pequeno aumento entre abril e maio deste ano, subindo de 42 para 48 casos. Entretanto, os números ainda podem ser considerados positivos quando comparados ao mesmo período de 2016, quando os registros de furtos em geral haviam sido bem maiores. Foram 64 e 73 respectivamente.
Ainda de acordo com a secretaria, os casos de furtos de veículos, também teve um pequeno aumento, subindo de dois em abril para quatro em maio deste ano. A situação se manteve a mesma com o período de 2016, mas com situação inversa, já que foram quatro em abril e dois em maio de 2016. A Secretaria de Segurança Pública divulgou também que durante o mês de maio foram registrados dois homicídios culposos por acidentes de trânsito e uma lesão corporal culposa. Nenhum homicídio foi registrado no mês passado. 

Interior
O Interior do Estado de São Paulo apresentou redução de 7,69% nas ocorrências de roubos seguidos de morte em maio. O número de casos passou de 13 para 12 – um a menos. O total de vítimas do indicador ficou estável em 13.
No mês de maio deste ano, também houve recuo de 0,30% nos casos de roubos em geral, se comparado com o mesmo mês do ano passado. A queda, de 23 ocorrências, fez o indicador passar de 7.685 para 7.662. A maior diminuição entre os indicadores de criminalidade foi constatada nos roubos a banco. Com 62,5% boletins de ocorrência registrados a menos no mês, o número passou de oito para três, ou seja, menos cinco casos. É o menor total contabilizado desde 2012. No mesmo comparativo, o total de furtos de veículo caiu 3,37%. O número passou de 3.615 para 3.493 – 122 a menos. É a menor quantidade desde 2010. O Interior do Estado, que também inclui os municípios do litoral, apresentou alta nas mortes intencionais no mês de maio. O total de boletins de ocorrências com a natureza de homicídios dolosos teve aumento de 2,72%, enquanto o número de vítimas do indicador elevou 5,26%, com 160 vítimas em maio deste ano. As taxas de ocorrências e de vítimas de homicídios caíram para 8,08 casos e 8,49 vítimas por 100 mil habitantes. 
As polícias Civil e Militar realizaram 2.925 flagrantes de tráfico de drogas em maio – o que representa 6,75% de aumento em relação a igual mês do ano passado. É o maior número da série histórica para o período.Juntas, as polícias também realizaram 10.222 prisões em maio e retiraram das ruas 848 armas de fogo. 

(Rafael Machi – Com informações SSP)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.