Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você tem o costume de fazer movimentações bancárias pelos aplicativos para celulares?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

04/03/2010

Réu: Acusado de homicídio e tentativa será julgado hoje

DA REPORTAGEM

O Tribunal do Júri de Penápolis que se reunirá três vezes este mês, iniciará os trabalhos hoje, quando irá a julgamento, por homicídio consumado e tentativa de homicídio o réu Edjalma Góis Alves. Os crimes teriam sido praticados na madrugada do dia 1º de maio de 2008 em um posto de combustíveis localizado na avenida Leandro Ratisbona de Medeiros em Penápolis. O  advogado de defesa será Cléo Flores Siviero. De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público, Edjalma teria matado a tiros Gilberto de Oliveira, 23 anos e alvejou o tórax de Marco Antonio Alves dos Santos, na época com 25, que sobreviveu. Os crimes aconteceram por volta das 05h20 do citado dia. Ainda de acordo com a denúncia do MP, o réu teria agido com intento homicida e por motivo fútil. As vítimas teriam discutido anteriormente com o réu na entrada de uma boate na mesma avenida. Gilberto e Marcos estavam em uma moto no posto quando Edjalma chegou em uma motocicleta Honda Twister e após a discussão efetuou os disparos. O réu ficou foragido até ser capturado meses depois em outra cidade, porém, ganhou o direito de responder ao processo em liberdade provisória. Na noite do dia 03 de agosto de 2009 o réu foi vitima de uma tentativa de homicídio na avenida Antonio Veronese, permanecendo na UTI. Ele foi encontrado pelos policiais caído no chão, ao lado de uma motoneta Yamaha Crypton com placa de Penápolis que pilotava. Apesar de ferido, Edjalma indicou aos policiais algumas pistas que poderiam levar aos autores. Conforme suas informações, ele transitava pela avenida quando duas motos se aproximaram, cada uma com dois ocupantes e em dado momento, vários tiros foram disparados em sua direção. No dia 19 do mês seguinte, a Polícia Civil acabou prendendo três suspeitos do crime. (IA)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.