Classificados

VÍDEOS

Residência pega fogo em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

21/12/2010

Professores participam de atribuição de salas para 2011

A Secretaria Municipal de Educação realizou ontem, 20, o processo de atribuição de classes para os professores das Emeis (Escolas Municipais de Educação Infantil) e Emefs (Escolas Municipais de Ensino Fundamental), na Sala Cora Coralina. Nesse processo de atribuição, os professores da rede municipal fizeram a escolha das salas de aula em que irão lecionar no próximo ano, em 2011.
Até então, a atribuição de classes era feita no início de cada ano letivo (em janeiro ou fevereiro), porém, com a aprovação do Estatuto do Magistério e do Plano de Carreira,  a atribuição passará a ser realizada no final do ano, visando um melhor planejamento para o próximo ano letivo.
Segundo explicou o secretário de Educação, Cledivaldo Aparecido Donzelli, ao realizar a atribuição no final do ano letivo, é uma oportunidade que os professores tem de organizar seus materiais de acordo com a turma/classe que vai trabalhar durante o ano.
“Também há vantagens para o sistema, pois já se inicia o ano letivo com as salas atribuídas, sabendo quem vai lecionar em cada uma delas. E se houver classes remanescentes, haverá tempo hábil para se fazer uma nova atribuição delas. E tudo fica melhor organizado para iniciar as aulas”, completou.
O início das aulas em 2011 na rede municipal está previsto para o dia 07 de fevereiro, sendo que de 01 a 04 de fevereiro os professores já voltam a trabalhar em reuniões de planejamento.

Direito
Desde que assumiu a Administração Municipal em 2005, o prefeito João Luís dos Santos, garantiu aos professores o direito de escolha no processo de atribuição de aulas. A medida atendeu a reivindicações da categoria e deu aos professores a possibilidade de optar pela unidade escolar de sua preferência e mais próxima de sua residência.
O mesmo direito também foi dado para outros profissionais das unidades escolares, como auxiliares de serviços gerais, merendeiras e educadoras infantis, que antes não participavam da atribuição, portanto, não tinham direito de escolher a escola que preferiam trabalhar.
No processo de escolha e atribuição é respeitada a ordem de classificação, numa listagem de pontos por tempo de serviço de cada profissional na rede municipal.
Outra novidade implantada desde 2005, é o direito de permuta. Se um professor, por algum motivo, quiser trocar de local de trabalho, ele poderá fazê-lo, desde que haja outro professor em igual situação e que aceite a troca.

Secom – PMP

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2022 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade