Classificados

VÍDEOS

Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Você se preocupa em não compartilhar informações falsas sobre o Covid-19 em redes sociais na internet?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

11/12/2018

Polícia vai investigar disparo acidental de arma de PM

DA REPORTAGEM

As Polícias Militar e Civil de Penápolis vão investigar o caso de disparo acidental de arma de fogo de um policial militar ocorrido no estacionamento de um supermercado no centro de Penápolis na tarde deste domingo (09). 
O policial militar estava de folga e à paisana, e trabalhava como segurança em um supermercado quando entrou em luta corporal com um aposentado de 31 anos. O fato ocorreu por volta das 13h30, já com o supermercado fechado, quando o policial foi até o estacionamento do estabelecimento. 
No local, ele teria percebido a aproximação do aposentado, que teria lhe pedido dinheiro, mas ele não deu e informou que o supermercado estava fechado. Com a aproximação do aposentado, o PM teria sacado sua arma e se identificado como policial militar, ordenando que o homem deitasse no chão, mas ele não obedeceu e continuou em direção ao policial. 
Ainda de acordo com o apurado pela reportagem, ambos entraram em luta corporal e o aposentado teria tentado retirar a arma, momento em que ocorreu um disparo acidental, mas não atingiu ninguém.
Depois disso, o homem teria se contido e sentado no chão até a chegada de policiais militares que atenderam a ocorrência. O aposentado apresentava um ferimento na cabeça e passou por atendimento médico.

Outro lado
O aposentado depois de receber atendimento médico, também prestou sua versão sobre o fato. O rapaz possui problemas mentais e esteve no Plantão Policial acompanhado por um tio. Ele teria contado que foi ao supermercado para comprar jornal quando um homem lhe abordou dizendo que era policial. Sem saber o motivo, este teria mandado que ele deitasse no chão e depois passou a lhe desferir chutes e socos, tendo ele ainda dado coronhadas em sua cabeça, lhe causando o ferimento. Depois disso, o aposentado disse apenas que ouviu o barulho de um tiro.
O caso foi publicado por populares nas redes sociais. 

Contato
A reportagem do DIÁRIO tentou contato com a Polícia Militar através de e-mail, mas até o fechamento desta edição nenhuma resposta havia sido enviada. A reportagem também tentou contato com o supermercado, mas ninguém foi encontrado para falar sobre o assunto.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.