Classificados

VÍDEOS

Residência pega fogo em Penápolis
Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

14/06/2007

Penapolense reencontra filha após 23 anos

Detalhes Not�cia

A penapolense Maria de Lourdes Nunes, 45, residente no Jardim do Lago, reencontrou, depois de 23 anos, sua filha Zilma Novaes, 30, que mora em São Pedro da Cipa, no Mato Grosso, 140 km distante da capital, Cuiabá. O reencontro aconteceu em Penápolis e as duas concederam entrevista ontem ao radialista Célio de Oliveira, da Rádio Difusora. "Sempre esperei por este momento, mas nunca fui de falar muito nem chorar. Sempre guardei esta mágoa só comigo", revelou Lourdes.

Elas se distanciaram quando Lourdes separou-se do marido, Nelson Roberto Novaes, com quem teve quatro filhos. Nelson decidiu partir da cidade, levando os dois filhos mais velhos, Zilma e Gildo, na época com sete e cinco anos, respectivamente. Desde então, a mãe nunca mais teve contato com estes filhos, ficando apenas com Zilda e Zenildo, sendo este último já falecido. Zilda também participou do reencontro com a irmã, da qual foi separada aos três anos de idade.

 

Carta

Zilma encontrou o endereço da mãe há dois meses, em um documento que havia recebido há mais de um ano. "Um oficial de justiça localizou meu pai para que ele assinasse um documento do seguro referente à morte do meu irmão Zenildo, que tinha 30 anos", contou Zilma. O pai de Zilma faleceu dias depois de saber da morte do filho e se passaram vários meses até que ela lesse com atenção o documento e notasse o endereço da mãe. Com a ajuda de uma amiga, Zilma escreveu uma carta para a mãe, onde colocou também o número de seu telefone celular. Oito dias depois, foi surpreendida com a ligação de Lourdes. "Eu nem acreditava que isto estava acontecendo mesmo. Ouvir minha mãe no telefone foi muito bom", comemorou ela.

Porém, as duas ainda tinham que superar o desafio da distância, já que não tinham condições para comprar as passagens. Foi então que uma amiga de Lourdes, Benedita Aparecida da Silva, moradora do Jardim Boa Vista, resolveu pedir a ajuda dos penapolenses por meio do programa Célio de Oliveira. Assim, conseguiu duas passagens de volta para o Mato Grosso, doadas pelo empresário Norberto Laranja, da rede Laranja de Drogarias, enquanto familiares e amigos ajudaram a pagar as passagens até Penápolis.

Para reencontrar a mãe, Zilma viajou durante 17 horas com as duas filhas, uma de nove e outra de cinco anos. Ficaram em São Pedro da Cipa suas outras duas filhas e seu marido, assim como o irmão Gildo Novaes, que também foi levado pelo pai quando criança. Não foi possível a vinda de Gildo, mas ele deve visitar a mãe no final do ano. (AR)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade