Classificados

VÍDEOS

Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Você tem respeitado a quarentena e ficado em casa neste período de pandemia?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

20/03/2019

Penápolis: Menor é investigado por apologia ao crime

Imagem/Rafael Machi
Detalhes Not�cia
Réplica de fuzil, canivete, socos ingleses e lâmina de facão foram encontrados na residência do adolescente

DA REPORTAGEM

A Polícia Civil está investigando o caso de um adolescente de 14 anos, morador em Penápolis, e que teve a réplica de um fuzil apreendida em sua casa durante a tarde desta terça-feira (19). Além da réplica, os policiais encontraram ainda dois socos ingleses, um canivete e uma lâmina de um facão. Teria sido a direção da escola onde o menor estuda quem acionou a polícia depois que imagens de apologia ao crime teriam sido postadas por ele em redes sociais. Em algumas das imagens ele, além de ostentar a réplica do fuzil, ainda fez relação ao ataque a uma escola da cidade de Suzano, na região metropolitana de São Paulo, ocorrido na semana passada. 
Segundo o apurado pela reportagem do DIÁRIO, toda a confusão teria se iniciado depois que o menor postou fotos em redes sociais fazendo apologia ao crime. 
A reportagem teve acesso a estas imagens. Além de ostentar o porte de um fuzil, o menor fazia relação ao ataque a uma escola na cidade de Suzano, em São Paulo. Em uma das imagens postadas por ele em suas redes sociais, ele colocou a foto dos assassinos de Suzano mortos no chão e escreveu a seguinte legenda: “Bye bye vou dormi até amanhã pra quem for na escola”. Já em outra imagem, o menor aparece usando uma máscara bastante parecida com as usadas pelos autores do massacre de Suzano, além de estar segurando uma lâmina de facão e a réplica do fuzil. 

Denúncia
As publicações teriam sido vistas pelos próprios alunos da escola estadual onde o menor estuda, que comunicaram a direção da unidade alegando insegurança. Diante do ocorrido, a direção da escola acionou o estudante para apurar o que estava acontecendo. A Polícia Militar e também o Conselho Tutelar também foram acionados na escola para acompanharem o caso.
Com o menino nada de ilícito foi encontrado, entretanto, diante da suspeita, os policiais foram até a casa do estudante para averiguação, oportunidade em que encontraram no local a réplica do fuzil, dois socos ingleses, a lâmina de um facão e um canivete.
Diante dos fatos o menor foi encaminhado ao 1º Distrito Policial para prestar mais esclarecimento. Todo o material encontrado foi apreendido para averiguação. Até o fechamento desta edição o menor estava depondo e depois seria liberado, entretanto seria colocado à disposição da Vara da Infância de Penápolis.
A Polícia Civil instaurou inquérito para saber como o menor teve acesso ao material e à réplica do fuzil. O telefone celular dele foi apreendido e será encaminhado para perícia. A polícia quer saber também se ele usaria este material para ações criminosas. O caso permanece sendo investigado.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.