Classificados

VÍDEOS

LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

28/02/2018

Penápolis: Com baixa criminal, número de furtos é o menor em 17 anos

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
Imagem mostra bandidos em moto pouco antes de roubarem R$ 4 mil de comerciante no início do mês; eles foram presos dias depois

DA REPORTAGEM

Penápolis vem conseguindo manter seu baixo índice de criminalidade obtido durante o ano de 2017. Nesta semana, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo divulgou os dados estatísticos das cidades paulistas durante o mês de janeiro. De acordo com os dados oficiais, a cidade manteve diversos crimes zerados, como ocorreu com os furtos e roubos de veículos. Os crimes de furtos em geral também tiveram baixa em janeiro. No total foram 25 casos, menos de um furto por dia. Se comparados estes dados com o mês de janeiro de 2017, a redução foi de mais de 50%, já que naquele período a cidade havia registrado um total de 56. A redução também é considerável quando comparada com o mês de dezembro do ano passado, quando os furtos somaram 32. Desde setembro de 2017 que os casos na cidade vêm em uma descida constante e o total de janeiro é o menor registrado na cidade desde 2001. Ainda em relação ao primeiro mês do ano, a cidade registrou três lesões corporais culposas e 19 dolosas – sem e com intenção respectivamente. Além disso, 24 lesões culposas por acidente de trânsito também foram registradas. Três casos de estupros também foram registrados pela polícia em janeiro, sendo todos eles estupro de vulnerável.

Roubos
A exceção à queda criminal no mês passado ficou por conta dos casos de roubos em geral registrados pela Polícia em Penápolis. No total, foram três casos em janeiro. O número foi maior do que o de dezembro (um caso) e também o de janeiro de 2017, quando nenhum roubo havia sido registrado. Apesar disso, o 1º Tenente Flávio Zambrosi, comandante da 2ª Companhia da Polícia Militar de Penápolis, garantiu que o resultado ainda está abaixo dos índices criminais esperados para uma cidade como Penápolis. Segundo ele, a meta estabelecida pela própria SSP para janeiro era de até quatro roubos, sendo assim a cidade ainda ficou abaixo do esperado. “Temos que levar em consideração que o registro de quatro ocorrências deste tipo para uma cidade de 60 mil habitantes também fica abaixo dos registros de outras cidades do mesmo porte. Penápolis possui os mesmos índices criminais desde 2001 e, no geral, mantivemos neste primeiro mês do ano”, destacou. O tenente ressaltou que, dos três roubos ocorridos no mês passado, apenas um permanece sem o esclarecimento. “Destes, um terminou na prisão em flagrante de dois acusados. Neste sentido ressalto que a Polícia Militar desempenhou sua função com êxito, entretanto os acusados acabaram sendo soltos pela Justiça através da audiência de custódia. Estes mesmo indivíduos acabaram presos novamente na semana passada, desta vez, acusados de tráfico de drogas”. O comandante da 2ª Cia de Penápolis revelou ainda que, até a manhã de ontem, apenas um roubo havia sido registrado na cidade durante todo o mês de fevereiro, cujos acusados acabaram presos praticando roubos na cidade de Guaiçara. O caso aconteceu no dia 2 de fevereiro, quando dois indivíduos em uma motocicleta abordaram um comerciante de 59 anos no Jardim Del Rey e roubaram R$ 4 mil, fugindo em seguida. Eles foram presos dias depois na cidade de Guaiçara praticando outro roubo. Tio e sobrinho, moradores de Promissão, eram acusados de outros roubos na região e acabaram confessando o roubo praticado em Penápolis, já que com eles foram encontrados capacetes e a moto com as mesmas características observadas por câmeras de segurança no dia em que roubaram o comerciante penapolense. “Temos que destacar o empenho que nossos policiais têm trabalhado pela segurança da comunidade. Ressaltamos também o trabalho conjunto com a Polícia Civil e o Judiciário. Sabemos das dificuldades em manter baixos índices como o nosso, mas com a dedicação dos policiais e a ajuda da comunidade podemos sempre ter bons índices”, finalizou o tenente.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.