Classificados

VÍDEOS

Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Você utiliza os Ecopontos da cidade para o descarte correto de entulhos?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

11/07/2019

Motorista bate carro e é preso por embriaguez

DA REPORTAGEM

Um motorista de 52 anos foi preso na noite de segunda-feira (08) acusado de embriaguez ao volante. Além de colidir contra a lateral de um ônibus do Departamento de Água e Esgoto de Penápolis - Daep, o acusado ainda passou a xingar os policiais durante a elaboração da ocorrência. Ninguém se feriu.
Segundo informações do Boletim de Ocorrência, policiais militares foram acionados a comparecer à avenida Cunha Cintra com a informação de que havia ocorrido um acidente de trânsito.
No local, os policiais foram informados de que o acusado conduzia um veículo VW Gol, cor prata pela avenida e no cruzamento com a rua Augusto Pereira de Moraes, por motivos a serem esclarecidos, acabou se chocando contra a lateral do ônibus. 

Bafômetro
O motorista foi convidado a fazer o teste do bafômetro, tendo aceitado a se submeter ao teste. Entretanto, enquanto aguardavam a chegada de outra equipe para fazer o procedimento e peritos do IC (Instituto de Criminalística), o motorista passou a questionar os PMS se o procedimento iria demorar.
Ao pedirem para que ele aguardasse a chegada da equipe, o motorista se alterou passando a xingar os policias que tiveram que algemá-lo para o conter.
O acusado realizou o teste que constatou a presença de 0,47 miligramas de álcool por litro de ar alveolar.
Diante dos fatos, ele recebeu voz de prisão em flagrante e foi conduzido ao Plantão Policial de Penápolis para prestar mais esclarecimentos. 
Na unidade, o delegado responsável arbitrou fiança no valor de R$ 1 mil para que ele pudesse responder ao processo em liberdade. Como a quantia foi paga, ele foi ouvido e liberado.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2019 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.