Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Morre o cantor sertanejo Davi, da dupla com Durval

SUA OPINIÃO

Você concorda com a aplicação de multa de R$ 500 para quem não estiver usando máscaras em locais com circulação de pessoas?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

03/09/2010

Morte de Conselheira: Polícia continua com investigações; uma pessoa foi presa

DA REPORTAGEM

A Polícia Civil de Penápolis continua com as investigações, na tentativa de descobrir a participação de outras pessoas no crime que ocasionou a morte da conselheira Rosângela Moretti Morangueira, 55 anos, mais conhecida como “Chuchu”, que chocou toda a população penapolense. Segundo informou o delegado que investiga o caso, Jovair Marcos Gruppo, os trabalhos para a conclusão do inquérito estão em andamento, entre eles na identificação das outras duas pessoas que tenham participado do crime. Ele disse que no dia 06 de agosto um dos suspeitos foi preso pela Polícia. Em cumprimento a mandado de prisão temporária expedido pela Justiça de Penápolis, policiais militares da cidade de Olímpia prenderam G.H.S.C., 20 anos, mais conhecido como “Formiguinha”. Em depoimento, ele negou ter participação no crime. Porém, conforme Jovair explicou, no mesmo dia em que aconteceu o latrocínio, a Polícia iniciou às investigações por meio de uma informação de que um indivíduo estaria vendendo uma arma calibre 38 no Terminal Rodoviário, informando que teria atirado numa mulher. O delegado garantiu que o suspeito ainda informou para uma das testemunhas que “a fita deu errado e que talvez, teria matado uma mulher”. Na manhã do mesmo dia, “Formiguinha”, havia sido beneficiado com a saída temporária do Dia dos Pais. Ele que é natural de Olímpia, estava preso na Penitenciária Compacta de Avanhandava, porque cometeu um roubo em sua cidade natal. Ele revelou no depoimento que foi levado por agentes penitenciários para a rodoviária de Promissão, onde pegou um ônibus até São José do Rio Preto, para depois chegar à Olímpia, onde ficaria na casa de sua esposa. Disse ainda que apesar de estar preso por roubo, nunca pegou em uma arma. Ele  continua preso e tem outras passagens como porte de entorpecentes. Três testemunhas o reconheceram por meio de fotos e também pessoalmente.

Crime
O crime ocorreu no dia 04 de agosto, onde Chuchu era uma das organizadoras do evento que, em parceria com o Fundo Social de Solidariedade. Após participar da reunião, uma amiga da conselheira lhe deu carona até a sua residência, localizada na rua Ênio Soliane. Segundo a condutora do veículo, as duas conversavam em frente à casa da vítima, com o carro ligado, mas parado, com os vidros fechados e as portas travadas. Momento em que chegaram dois homens e ficaram ao lado da porta da condutora do veículo. Em seguida, um dos bandidos anunciou o assalto. Ele tentou abrir a porta da condutora, porém, ao perceber que estava travada, anunciou novamente o assalto e em seguida efetuou o primeiro disparo. Após os tiros, os assaltantes caminharam até a esquina da rua Ênio Soliane com a avenida Bento da Cruz, e foi nesta hora que a condutora colocou o carro em movimento, seguindo em direção ao centro da cidade. Ela parou em uma farmácia, onde pediu para avisar o marido, depois seguiu com a vítima até o Pronto-Socorro, onde foi constatada a morte de Chuchu. (Ivan Ambrósio)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.