Classificados

VÍDEOS

Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

21/04/2022

Luto Afrânio Anhesini morre após sofrer mal súbito em casa

Imagem/Reprodução Facebook
Detalhes Not�cia
Afrânio Anhesini tinha 61 anos e sofreu um infarto agudo do miocárdio enquanto estava em casa

DA REPORTAGEM

Morreu na madrugada desta quarta-feira (20) o ex-bancário Afrânio Anhesini, de 61 anos, após sofrer um infarto em sua residência. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital. Anhesini chegou a ser candidato a prefeito e vereador em Penápolis. 
De acordo com o que foi divulgado pela família, ele estava em sua casa quando, por volta das 03h30 passou mal.
O filho dele, o delegado de Polícia Civil Thales Anhesini, titular do 1º Distrito Policial de Penápolis, ainda iniciou os primeiros socorros ao pai com o auxílio, via telefone, do irmão Tharso Henrique, que é médico em São Paulo.
A Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros também foi acionada à residência de Anhesini e ele chegou a ser encaminhado ao Pronto Socorro da cidade, porém, não resistiu e morreu ao dar entrada no hospital por conta de um infarto agudo do miocárdio.
Ainda de acordo com familiares, Anhesini precisou ser internado em um hospital particular de Araçatuba recentemente após ser acometido por dengue, o que teria debilitado bastante sua saúde, porém, já havia recebido alta após apresentar uma significativa melhora.  
Afrânio era casado com a professora estadual aposentada Daisy Anhesini. Concursado pela Caixa Econômica Federal, trabalhou por diversos anos até se aposentar, também atuando em Penápolis.
Ele teve dois filhos, Thales e Tharso, além de nora e neto.
Afrânio Anhesini também se dedicou a política em Penápolis. Ele chegou a ser candidato a prefeito em 2000 e também a vereador na eleição seguinte, em 2004, tendo nestas duas, concorrido ao cargo pelo PT. Em 2012, voltou a ser candidato a prefeito em Penápolis, desta vez pelo PSOL. Nesta última eleição chegou a citar, em um debate em que participou que aceitou o pedido do partido para se candidatar porque acreditava nas mudanças políticas no país e em Penápolis. 
Afrânio Anhesini foi velado durante todo o dia de ontem no Bom Pastor Memorial e seu corpo foi cremado no fim da tarde em Araçatuba.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade