Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Morre o cantor sertanejo Davi, da dupla com Durval

SUA OPINIÃO

Você concorda com a aplicação de multa de R$ 500 para quem não estiver usando máscaras em locais com circulação de pessoas?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

22/10/2010

JUSTIÇA: Ex-prefeito de Alto Alegre tem nova condenação

DA REPORTAGEM

O ex-prefeito de Alto Alegre, José Maria Trisóglio foi novamente condenado pela Justiça de Penápolis. Desta vez, o juiz Adriano Rodrigo Ponce de Oliveira condenou, além do ex-prefeito o ex-fiscal geral da Prefeitura, Wandyr Merlo à perda dos direitos políticos e ressarcimento dos cofres públicos municipais. Segundo a denúncia, em 1996 a administração que estava sob o comando de José Maria teria adquirido materiais de construção e elétricos para uso na praça Manoel Demétrio Dantas, no Distrito de Jatobá. Uma perícia realizada no local constatou que boa parte destes materiais não foi aplicada na obra. O MP (Ministério Público) concluiu então que tais materiais foram desviados para outros fins, sendo mais de 400 sacos de cimento, 223 sacos de cal para reboco, 117 barras de ferro, 7 mil metros de fios elétricos, torneiras, telhas, parafusos, chuveiro, lâmpadas e materiais elétricos. Os materiais, na época somaram R$ 8,4 mil.

Recurso
A sentença é do dia 30 de setembro, cabendo recurso. O caso já havia sido julgado, mas os réus recorreram da sentença, que foi anulada para produção de prova técnica. Tanto o ex-prefeito como ex-fiscal alegaram não ter participado da perícia. Uma nova foi realizada na presença de um assistente técnico da Prefeitura. Na ocasião, ele alegou que as sobras dos materiais foram aplicadas em outras obras públicas. Na sentença o juiz citou que José e Wandyr foram investigados anteriormente e que o ex-prefeito foi condenado por ter pago valor acima do devido, a uma empresa de Getulina, contratada para fazer a cobertura de uma quadra poliesportiva. Os valores a serem ressarcidos ao município de Alto Alegre devem ser atualizados e acrescidos de juros. Os réus também foram condenados a pagamento de multa equivalente a uma vez o valor do dano aos cofres públicos e a arcarem com as custas e despesas processuais. O advogado defensor do ex-fiscal vai recorrer da decisão. Segundo ele, o TJ (Tribunal de Justiça) reformou a decisão condenatória sobre a cobertura da quadra, citada pelo juiz na sentença, o que não foi levado em consideração. O ex-prefeito também vai recorrer. (Ivan Ambrósio)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.