Classificados

VÍDEOS

Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Você mantém a tradição de colocar decorações de Natal em sua casa?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

27/03/2019

Júri condena pintor por tentativa de homicídio

DA REPORTAGEM

O Tribunal do Júri de Penápolis condenou, nesta segunda-feira (25), o pintor Anderson Coras pelo crime de tentativa de homicídio contra um empresário na cidade de Avanhandava, em março de 2017. Ele teria desferido um golpe de facão contra o empresário, que ficou ferido na ação. A companheira do comerciante também havia sido ferida, de forma leve, pelo acusado, que foi absolvido do crime de lesão corporal sobre a mulher.
O Tribunal do Júri ocorreu no Fórum de Penápolis e foi presidido pelo juiz responsável pela 1ª Vara, Marcelo Yukio Misaka. Participaram dos trabalhos ainda o Promotor de Justiça Pedro Vinícius Meneghetti Martins e o advogado de defesa do réu, João Antônio Castilho.
Segundo consta na sentença proferida pelo magistrado, o réu teria tentado matar a vítima por motivo fútil, lhe provocando lesões e considerou que o homicídio só não havia se consumado por circunstâncias alheias à sua vontade.
Na sentença, consta que os jurados decidiram condenar o réu por homicídio tentado qualificado. Já com relação à companheira da vítima, que também foi ferida, os jurados absolveram o réu em relação ao delito de lesão corporal.
Pelo crime, Coras foi condenado a seis anos de reclusão em regime semiaberto. Ainda cabe recurso.
Na sentença, o juiz ainda levou em consideração o fato de o réu ter respondido o processo preso preventivamente, mantendo sua reclusão enquanto recorrer da decisão.

Crime
O pintor foi preso na noite de 11 de março de 2017 acusado de tentar matar comerciante durante uma briga em Avanhandava. O acusado desferiu um golpe de facão contra a vítima, que conseguiu se defender com o braço, causando-lhe ferimentos. 
Segundo informações do Boletim de Ocorrência divulgado na época, o comerciante estava em um bar na rua José Augusto Teixeira Pupo, por volta das 22h00, com sua companheira, quando o acusado se aproximou e teria provocado o casal por causa de um desentendimento antigo, mas o pintor teria ido embora do local em seguida. Entretanto, o acusado voltou minutos depois em posse de um facão, fazendo ameaças contra o comerciante. Em determinado momento, ele tentou desferir um golpe contra a cabeça da vítima, mas ela se defendeu com um dos braços, causando ferimentos na região do pulso. A mulher que estava com o comerciante ainda tentou defendê-lo, mas também acabou sendo ferida de forma leve pelo acusado, que saiu do local logo depois. 
Policiais militares foram acionados ao local e realizaram buscas pela cidade na tentativa de localizar o acusado. O pintor foi encontrado logo depois, em posse do facão. Questionado, ele confessou que tentou matar o comerciante com o objeto, alegando que estava com muita raiva da vítima.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2019 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.