Classificados

VÍDEOS

LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

31/05/2016

Industriário é atingido por tiros e morre após briga em bar

Imagem/Reprodução - Facebook
Detalhes Not�cia
Zoio, como era conhecido, morreu após ser atingido por disparos de arma de fogo

DA REPORTAGEM

O industriário Jucelino da Silva, de 35 anos, popularmente conhecido como “Zóio”, foi morto no início da madrugada de domingo (29) após ter sido atingido por disparos de arma de fogo. Ele teria se envolvido em uma briga com o autor dos disparos, um motorista de 37 anos, enquanto estavam em um bar no bairro Dois Irmãos. Na ação, um ajudante geral de 19 anos, que é filho do acusado, também foi baleado.
Segundo informações do Boletim de Ocorrência, o crime ocorreu por volta da meia noite quando a vítima estava no bar junto com o irmão, um sapateiro de 37 anos, quando resolveu ir ao banheiro. No local, ele teria se desentendido com o acusado, iniciando uma discussão entre os dois. Após isso, o acusado saiu do estabelecimento dizendo que iria buscar o que “ele estava querendo”. Algum tempo depois, a vítima e seu irmão saíam do bar e, ao atravessarem a rua, perceberam a aproximação de um veículo VW Gol, que parou próximo deles. Do carro, desceram o motorista e seu filho. O ajudante teria entrado em luta corporal com Silva, momento em que o motorista sacou uma arma e passou a atirar contra o industriário. A suspeita é de que ele tenha efetuado mais de dez disparos, tendo alguns deles acertado a vítima. Em seguida, o irmão de Silva foi tentar apartar a briga, momento em que o acusado apontou a arma contra ele e começou a disparar, entretanto, o rapaz correu e conseguiu se esconder. A Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros foi acionada ao local e levou Silva ao Pronto Socorro da cidade, mas ele chegou morto.
Enquanto o acusado atirava contra a vítima, alguns dos disparos atingiram as costas do próprio filho. Ele também foi levado ao Pronto Socorro da cidade, mas por conta da gravidade dos ferimentos, teve que ser transferido para a Santa Casa de Araçatuba, onde, segundo a assessoria de imprensa do hospital, permanece internado com estado de saúde estável. A Polícia Militar de Penápolis foi acionada,  mas não encontrou o acusado, que permanece foragido. Peritos do Instituto de Criminalística (IC) também estiveram no local para s trabalhos de praxe. Eles encontraram oito cápsulas deflagradas que foram encaminhadas para averiguação. O corpo de Silva foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araçatuba, onde passou por exames necroscópicos. O velório e sepultamento do rapaz ocorreram nesta segunda-feira (30), em Penápolis.

Investigação
O delegado responsável pela investigação do caso, Jovair Marcos Gruppo, informou que já abriu inquérito para apurar o caso. Ele revelou que investigará o motivo da discussão entre vítima e acusado e tentar buscar testemunhas que estavam no bar e que poderiam ter visto a ação. Ele aguarda ainda os laudos do IML e IC para que possa anexar ao inquérito e dar continuidade às investigações. Este é o segundo homicídio ocorrido no ano em Penápolis, tendo o primeiro registrado em janeiro deste ano na Vila Formosa.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.