Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você se preocupa em não compartilhar informações falsas sobre o Covid-19 em redes sociais na internet?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

20/12/2018

Evitar contato: Cetesb mantém recomendação sobre o rio Tietê

Imagem/Divulgação
Detalhes Not�cia
Cetesb afirmou que qualidade da água no Tietê melhorou, mas manteve recomendação para se evitar contato direto

DA REPORTAGEM

Apesar de confirmar que houve melhoras na qualidade da água do rio Tietê em Barbosa depois da floração de algas registrada no início de dezembro, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) manteve a recomendação de que as pessoas evitem o contato direto e a ingestão de água do rio nos próximos dias. Segundo nota emitida pela Companhia, somente a cidade de Pereira Barreto obteve a liberação de contato com a água. 
No início de dezembro, a reportagem do DIÁRIO noticiou que diversas pessoas usaram as redes sociais para questionar o porquê a água do Tietê estava verde e com a presença de muitas algas. Vídeos foram postados mostrando que, em alguns pontos, a água estava com uma coloração bastante forte e espessa. Na ocasião, técnicos da Cetesb estiveram em diferentes pontos do rio e recolheram amostras da água para análise. 
Em nota a Cetesb confirmou que vem realizando um acompanhamento semanal, com coletas de amostras nas regiões mais afetadas. Os resultados até o momento indicam que a floração de algas diminuiu significativamente no município de Pereira Barreto. 
A Cetesb informou que a análise não apontou a presença de florações de algas no rio e a água foi considerada de boa qualidade no trecho daquela cidade, com baixas concentrações de E.coli, de cianobactérias e de cianotoxinas (microcistina e saxitoxina). “Portanto, considera-se que o evento crítico observado nesta praia no período de 3 a 7 de dezembro foi superado”, informa nota da companhia. Entretanto, em relação à cidade de Barbosa, a recomendação foi mantida. “Embora também tenha se verificado melhoria das condições das águas, mantém-se a recomendação de que a população evite o contato direto e ingestão da água”, afirmou a Companhia. 
A Cetesb afirmou, por fim, que continuará acompanhando a situação no local. Ainda de acordo com o que já havia sido publicado pelo DIÁRIO, assim que houve a recomendação para se evitar o contato com a água na altura de Barbosa, o vice-prefeito da cidade, José Silvanei Facca Filho, o Dedinha, havia afirmado que iniciaria um trabalho de orientação na cidade, fixado faixas de orientação na prainha, bem como a utilização de carros de som e redes sociais na internet para a devida orientação das pessoas. 
Segundo ele, apesar da repercussão do problema, as pessoas em Barbosa já estão bastante tranquilas em relação a isso. “Nos primeiros dias a população ficou bastante assustada com a situação da água, foi algo que chamou muito a atenção. Entretanto, em Barbosa tivemos apenas a mudança na coloração da água e que aos poucos foi desaparecendo, tranquilizando as pessoas”, afirmou o vice-prefeito.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.