Classificados

VÍDEOS

LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

07/07/2009

Doação de Sangue: Bombeiros usam a Internet para Campanha em julho

Detalhes Not�cia

O Posto de Bombeiros de Penápolis iniciou este mês uma campanha para conscientizar a população da necessidade de doar sangue. De forma inédita, conforme destacou o comandante do Posto e também coordenador da Defesa Civil, 1º sargento Celso Nonato da Silva, a rede mundial de computadores está sendo utilizada nesta campanha. Para tanto, está sendo veiculado um e-mail, objetivando promover a importância da doação de sangue. Segundo Nonato, o mês de julho é considerado como um dos mais críticos do ano para a doação de sangue, uma vez que o número de doares diminui consideravelmente. “Os bombeiros são os responsáveis pelo encaminhamento da maioria das pessoas acidentada até o Pronto-Socorro. Assim, conhecemos a necessidade de ocorrer com frequência a reposição do sangue utilizado para salvar uma vítima, decidimos pelo incremento da campanha”, destacou Nonato, lembrando que o procedimento será adotado em todos os Postos dos Bombeiros do Estado. O material colhido será encaminhado para o hemonúcleo de Fernandópolis, responsável em processar o sangue e encaminhá-lo para os hospitais. A campanha será realizada durante todo o mês de julho como uma forma de comemoração solidária ao “Dia do Bombeiro Brasileiro” e terá o tema: “Bombeiro Sangue Bom”. As doações serão feitas no dia 18, a partir das 07h30 no Posto de Saúde Macro II, conhecido como Postão, localizado na avenida Expedicionário Diogo Garcia Martins,  99, no centro de Penápolis. Segundo Nonato, os bombeiros iniciaram a primeira campanha estadual de incentivo a doação de sangue em 2004, quando 1.173 pessoas  atenderam o chamado. No ano seguinte, o total subiu para 2.576,  em 2006 foram 9.742 pessoas. Em 2007, 13.377 e no ano passado, 21.949 doadores. “Nossa meta é superar o número de doadores conseguidos no ano anterior”, destacou o comandante. Outro objetivo da campanha é de atingir as pessoas que nunca doaram a sangue, para, desta forma, passem ser também doadores.

Conteúdo do e-mail:
“Você recebeu este e-mail porque é contato dos amigos do Posto de Bombeiros de Penápolis. Estamos em campanha pedindo a sua participação visando aumentar o número de doadores de sangue, e você pode ajudar doando, ou imprimindo o anexo e divulgando em seu trabalho, clubes, escolas, restaurantes e outros locais. Também pode repassar o e-mail aos seus contatos residentes em Avanhandava, Alto Alegre, Barbosa, Braúna, Clementina, Glicério, Luiziânia e Santópolis, área de atuação deste Posto”. Junto com o aviso, em anexo, são impressas as orientações para os interessados em realizar a doação, dentre elas, boas condições de saúde, ter entre 18 e 65 anos, pesar no mínimo 50 quilos, estar descansado, alimentado e apresentar um documento original com foto emitido por órgão oficial.

Os impedimentos são:
- Gripe: aguardar sete dias.
- Gravidez.
- 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
- Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
- Ingestão de bebida alcoólica nas 4 horas que antecedem a doação.
- Tatuagem nos últimos 12 meses.
- Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis como não usar preservativo com parceiros ocasionais ou desconhecidos: aguardar 12 meses.
Os Estados do Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são locais onde a incidência de transmissão de malária é maior. Quem esteve nesses estados deve aguardar seis meses. Quem morou, aguardar três anos.

Alguns impedimentos definitivos:
- Ter contraído hepatite após os 10 anos de idade.
- Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
- Uso de drogas injetáveis ilícitas.
- Malária.
Intervalos para doação:
Homens 60 dias: até quatro doações por ano.
Mulheres 90 dias: até três doações por ano. O site
www.prosangue.sp.gov.br fornece todas as recomendações e impedimentos para as pessoas interessadas em realizar a doação. (IA)

Foto: Segundo Nonato, a meta é de conseguir aumentar o número de doadores

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.