Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

02/08/2019

Delegado Heweraldo deixa cargo após seis anos na cidade

Imagem/Arquivo DIÁRIO
Detalhes Not�cia
O delegado Hewerado Weber Gonçalves atuou no 1º Distrito Policial de Penápolis por seis anos e deixa o cargo após ser divulgada sua aposentadoria

DA REPORTAGEM

O delegado responsável pelo 1º Distrito Policial de Penápolis, Heweraldo Weber Gonçalves, está deixando o cargo que ocupa após publicação de sua aposentadoria no Diário Oficial do Estado nesta quinta-feira (1º). A aposentadoria atende Acórdão proferido pela 2ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. Gonçalves possui 31 anos de atuação na Polícia Civil, sendo 17 deles como Delegado de Polícia, função a qual exerce há seis anos em Penápolis. Ainda não existe a nomeação de seu substituto.
Gonçalves havia iniciado seu trabalho no 1º DP de Penápolis em 2013 substituindo o delegado Jovair Marcos Gruppo, que na época passou a comandar a Delegacia do Município de Penápolis.
Antes, porém, o delegado já carregava vasta experiência no cargo, ocupando postos de trabalho nas cidades de Birigui, Lavínia e Poá, na região metropolitana de São Paulo.
Morador de Braúna, o delegado de 2ª classe afirma sair com a certeza do dever cumprido. “Saio de cabeça erguida. Sempre procurei fazer o meu melhor, trabalhando com o cumprimento da lei. Foram muitos anos de aprendizado e tenho certeza que cumpri com meu dever”, afirmou.

Destaque
Gonçalves se destacou em Penápolis ao investigar o caso do motorista Maurício Marques da Silva, morto em 2015 a mando do aposentado Devanir Ricieri Nardo, de 81 anos, e condenado pelo Tribunal do Júri em março deste ano.
Os trabalhos de investigação duraram quase dois anos havendo muitas dificuldades para a conclusão do inquérito instaurado por ele, já que não havia qualquer testemunha sobre o fato. “Entretanto, existiram diversos fatores que nos levaram a crer no envolvimento do acusado. Foi um trabalho muito difícil na época, e foi necessária muita dedicação para colher todas as informações e juntá-las de forma a apontar seu envolvimento. Claro que contei com a ajuda dos meus companheiros de trabalho, que também tiveram grande dedicação sobre as investigações”, destacou. 
Com seus trabalhos finalizados, o delegado revelou que tem muito a agradecer. “Primeiramente aos meus colegas de trabalho que, apesar de todas as dificuldades que a Polícia Civil enfrenta, sempre se dedicaram muito ao seu trabalho. Também agradeço à cidade de Penápolis, que sempre me acolheu muito bem, desde o cidadão, às autoridades que sempre nos prestigiaram com seu respeito. Também tenho que agradecer a imprensa penapolense, que foi grande parceira na divulgação de nosso trabalho, sempre com o devido respeito. Saio feliz e com boas recordações desta cidade maravilhosa”, finalizou Gonçalves.

(Rafael Machi)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade