Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

08/04/2022

Curso de medicina da Funepe inicia fase de internato em 2022

Imagem/Divulgação
Detalhes Not�cia
O segundo encontro aconteceu no dia 04 de abril no Campus I da instituição com a presença do consultor Danilo Carvalho Oliveira

DA REDAÇÃO

A primeira turma de medicina da Fundação Educacional de Penápolis (FUNEPE), mantenedora da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (FAFIPE), inicia no próximo semestre uma nova etapa do curso, o Internato. A etapa, dentro da graduação de medicina, exige que os alunos tenham formação 100% prática, através de atendimentos aos pacientes em diversas especialidades com supervisão médica. O local do Internato foi anunciado pela gestão da FAFIPE/FUNEPE para as turmas 1 e 2 de medicina no dia 22 de março.  No Anfiteatro do Campus I, os alunos conheceram a instituição escolhida, que será a Santa Casa de Jahu, localizada na cidade de Jaú, no interior paulista.
Segundo os gestores da faculdade, essa escolha busca atender às exigências do projeto pedagógico do curso, bem como legislações do Ministério da Educação (MEC) para o Internato, órgão regulador da instituição de ensino desde dezembro de 2020. Tais exigências incluem, no caso do estágio hospitalar, atendimentos de alta complexidade, UTI Pediátrica, atendimentos para gestantes de alto risco, hemodiálise, realização de cirurgias neurológicas, torácicas, cardíacas e elevada taxa de ocupação de leitos. Em relação às unidades básicas de saúde, além de infraestrutura que comporte os grupos de alunos para proporcionar o rodízio entre as unidades, também se exige volume adequado de atendimentos.
Para avaliar a estrutura local, a FUNEPE contratou o consultor Danilo Carvalho Oliveira, Doutor em Saúde Pública, Mestre em Gestão das Organizações da Saúde pela Faculdade de Medicina da USP, Especialista em Certificação de Hospitais de Ensino que atua na cidade de São Paulo, para realizar o estudo de viabilidade do internato na cidade de Penápolis. Segundo o parecer do consultor, a estrutura de saúde local no momento não atende às exigências do MEC e do projeto pedagógico do curso, aprovado pelo Conselho Estadual de Educação em 2017. O parecer também aponta que, a longo prazo, pode ser possível que o internato dos alunos de Medicina seja realizado em Penápolis, caso o poder público local obtenha credenciamento junto ao Departamento Regional de Saúde (DRS) de Araçatuba e Comissão Intergestora Regional (CIR) que viabilize o aumento da complexidade hospitalar, novas habilitações médicas, o aumento da taxa de ocupação hospitalar, a produção cirúrgica nas áreas supracitadas e a reestruturação de algumas unidades básicas de saúde para viabilizar o rodízio dos alunos de Medicina.
O coordenador do curso de Medicina, o médico Otávio Ornellas, explicou que essa mudança de cenário para seguir na carreira médica é necessária, “mesmo quem está em grandes instituições de ensino de cidades referência como São Carlos e São José do Rio Preto precisam cumprir o internato em outros locais, e isso é um processo importante para a qualidade formativa do aluno que, neste momento, se prepara para se tornar um profissional”. Ainda segundo ele, a prática e a rotina de atendimento são as grandes aliadas para a formação de excelência do aluno.

Reuniões
Após o anúncio oficial aos alunos, a gestão da FAFIPE/FUNEPE composta por Fábio José Garcia Gimenes (presidente da FUNEPE), Márcio Borges (gerente administrativo da FUNEPE), Fabiana Ortiz Tanoue de Mello (diretora geral da FAFIPE), Wanderli Bastos (coordenador de Administração da FAFIPE e gestor de Compliance FUNEPE), João Luís Cardoso de Moraes (diretor do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde) e Otávio Ornellas (médico e coordenador do curso de Medicina) se reuniu com representantes das esferas públicas municipais, sendo do Legislativo os vereadores Nelson da Rocha, Altair Reis, Jandineia Fernandes e Letícia Sader (presidenta da câmara), e Daniel Rodrigueiro e Luís Washington Filho, representante do Executivo.
O propósito do encontro foi apresentar os resultados do relatório técnico realizado nas unidades de saúde do município e explanar sobre o interesse da instituição em alinhar com o município um planejamento para que, no futuro, Penápolis possa comportar o internato do curso de Medicina. Os gestores da FUNEPE ressaltaram o contínuo interesse em realizar no município de Penápolis os estágios até o quarto ano do curso de medicina – que são observacionais - e de outros cursos da área da saúde, o que seria feito dentro do Contrato Organizativo de Ação Pública de Ensino-Saúde (COAPES).
Na última terça-feira, 04, os gestores da FAFIPE/FUNEPE voltaram a se reunir com os vereadores e o representante do Executivo no Campus I da instituição. Juntamente com a presença do consultor Dr. Danilo Oliveira, responsável pelo estudo das Unidades de Saúde de Penápolis, onde puderam discutir e tirar as dúvidas sobre o parecer técnico. Neste último encontro, também estiveram presentes os vereadores Rodolfo Valadão Ambrósio e Bruno César de Souza. A reunião, que durou cerca de duas horas, aconteceu de forma democrática em que todos puderam pontuar e apresentar pontos de vista. “Acredito que este momento é um marco que poderá render bons frutos para todos os envolvidos, por isso, é tão importante que estejamos abertos para diálogos que visam a parceria entre FUNEPE e poder público”, pontuou o presidente da Fundação, Fábio Gimenes.
 
(Com A/I Funepe)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2022 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade