Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

24/11/2015

CUIDADOS: Câmara pede informações sobre “cemitério dos índios”

A Câmara Municipal de Penápolis aprovou requerimento do vereador Zeca Monteiro (PT), com questionamento à administração municipal sobre o “cemitério dos índios”. O petista quer informações das providências para recuperação do local,  próximo às margens  do Ribeirão Lajeado e da Rodovia Assis Chateaubriand,  a 11 quilômetros da zona urbana de Penápolis. No cemitério estão sepultados onze corpos de “homens brancos”, mortos durante confronto com índios caigangues em 1886. O espaço, dentro de uma fazenda particular, é cercado por muro baixo, possui mato no seu interior e tem sido utilizado para prática de magia negra. Zeca Monteiro cobra ações pela preservação do cemitério, importante marco histórico do início de Penápolis.

Recinto
O vereador José Santino, o Zezinho Leiteiro (PT), requereu informações sobre o que está sendo feito pelo serviço de Assistência Social do município no caso das pessoas que vivem no interior do Recinto de Exposições  Jandira Trench. “São muitas as reclamações de frequentadores do recinto sobre esse problema crônico de pessoas sem lar e sem teto  à margem da sociedade, praticamente morando no interior do local. Queremos saber o que está sendo feito para resolver o caso, uma situação que causa indignação”, considera Zezinho Leiteiro.
O vereador Jonas do Povo (PROS), acrescentou pedido de informações sobre caso igual ao do recinto  na antiga estação ferroviária  e no interior da Praça Chico Mendes, no Jardim Ipê.

Veterinário
O vereador Lucas Casella (PROS), requereu informações sobre a possibilidade da administração municipal remunerar os estagiários do curso de medicina veterinária lotados no Centro de Controle e Zoonoses.  O parlamentar justifica que tem aumentado a demanda de trabalho no local, especificamente  no cuidado adequado aos animais. “Em 2016, teremos também o Centro Municipal de Castração em pleno funcionamento. Portanto, vislumbramos a necessidade de remunerar as vagas de estágio dos alunos de medicina veterinária, beneficiando assim o serviço público e a experiência de formandos nessa profissão”, afirma Lucas Casella.

Imprensa/Câmara

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade