Classificados

VÍDEOS

LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

26/07/2007

Concorrência faz preço do álcool despencar

Detalhes Not�cia

A concorrência entre os postos de combustíveis da cidade tem provocado grande diminuição nos preços, principalmente do álcool, que chegou ontem a ser comercializado a R$ 0,87 o litro. Os preços, que em alguns postos já haviam sido diminuídos esta semana, sofreram outra queda na tarde de ontem, e foram alterados, inclusive, enquanto a Reportagem realizava a pesquisa em alguns postos.

Pela manhã, o Auto Posto Vanuíre comercializava o litro do álcool a R$ 0,89, passando para R$ 0,87 no período da tarde. Já a gasolina, que tinha o preço de R$ 2,19, foi para R$ 2,18. Porém, segundo o gerente, Gilmar Júlio de Almeida, este preço já havia sido alterado na segunda-feira. “No começo da semana o preço do álcool era R$ 1,12 e a gasolina passou de R$ 2,41 a R$ 2,35”, explicou Gilmar. Ele disse ainda que a diminuição ocorre devido à própria proposta do posto em manter os preços abaixo dos oferecidos no mercado. “Desde que inauguramos o posto nos comprometemos a ter o melhor preço da praça e estamos lutando por isso”, garantiu. Ainda segundo ele, o repasse da distribuidora aos postos não sofreu diminuição de preço, sendo que, desde quando o álcool era vendido a R$ 1,12 o preço pago à distribuidora é o mesmo. “Estamos reduzindo a valores bem próximos do custo, não há grande margem de lucro”, revelou o gerente.

No Auto Posto Caneco de Ouro, o preço também sofreu alterações ontem. O álcool, que era vendido a R$ 0,99, diminuiu R$ 0,10, passando para R$ 0,89. Já a gasolina teve uma diminuição ainda maior, passando de R$ 2,35 a R$ 2,19.

 

Prejuízo

Segundo o proprietário do Auto Posto Marin, Fernando Marin, não é possível reduzir os preços além do que já foram reduzidos. “O que está havendo é uma briga entre alguns concorrentes que pode causar prejuízos porque para vender um produto de qualidade não conseguimos trabalhar com um preço menor que este”, argumentou o proprietário, que, durante a entrevista, informava que naquele momento os preços estavam sendo alterados, para baixo, do álcool de R$ 0,99 para R$ 0,89 e da gasolina, de R$ 2,35 para R$ 2,19. “Abaixamos um pouco, mas, além disso, não é possível. Pago, por exemplo, pelo álcool, R$ 0,84 na distribuidora”, revelou Fernando.

 

Conversão

A procura pelo kit de conversão no motor do veículo, que possibilita a troca do uso da gasolina pelo do álcool hidratado aumentou consideravelmente nos últimos dias. Porém, o proprietário da Auto Elétrica Eletrocar, Abel José Correa, afirmou que este fator não tem relação com a queda de preços do álcool. Para ele, o aumento, que chega a ser de 30% em sua oficina, é constante há várias semanas e faz parte de uma tendência entre os proprietários de veículos em abastecer com álcool. O proprietário da Auto Elétrica argumentou ainda que o consumidor se sente inseguro quanto à qualidade da gasolina. “Muitos preferem o álcool porque chegamos a ter de seis a sete substâncias misturadas à gasolina e sabemos que este é um produto ruim, que vai danificar o carro”, opinou Abel. (AR)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade