Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

04/02/2016

Cartão alimentação: Câmara aprova convênio para servidores municipais

O cartão vale alimentação dos servidores municipais de Penápolis será através de convênio entre a Associação Comercial e Industrial de Penápolis e a Federação das  Associações Comerciais do Estado de São Paulo. O projeto, apresentado pelo prefeito Célio de Oliveira (PSDB), foi aprovado segunda-feira pela Câmara Municipal, após problemas com as duas últimas empresas contratadas para o serviço, em que elas recebiam da administração municipal, mas atrasavam muito o repasse  para os estabelecimentos comerciais conveniados. O vale alimentação tem valor de uma cesta básica de alimentos.
O vereador Jonas do Povo (PROS), manifestou otimismo para êxito do convênio. Ele afirmou que haverá abertura para a adesão de vários estabelecimentos comerciais e que o crédito do antigo cartão não será perdido pelos servidores municipais.
O vereador Francisco José Mendes, o Tiquinho (PSDB), também discursou com confiança para atendimento eficiente no convênio do município com a Associação Comercial e Industrial local e a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo. “Foi verificado em outros municípios que essa opção tem sido a mais correta”.
O vereador Nardão Sacomani (DEM), destacou o vínculo da administração do vale alimentação em esfera local, de forma a proporcionar maior segurança para o serviço.
O vereador Caíque Rossi (PSD), disse que deseja uma nova era de sucesso pela Associação Comercial e Industrial para o vale alimentação dos servidores municipais. “Que não ocorra mais nenhum tipo de decepção aos servidores municipais ao entrar ao mercado e não poder comprar com o vale alimentação”.
O vereador Lucas Casella (PROS), apontou a idoneidade da Federação das Associações Comerciais, de forma a proporcionar expectativa maior de acerto.
O vereador José Santino, o Zezinho Leiteiro (PT), considerou que o vale alimentação se torna ainda mais importante para os servidores municipais num cenário de probabilidade de não haver reposição salarial em 2016.
O vereador Rodolfo Valadão Ambrósio, o “Dr. Rodolfo” (PROS),  disse que no caso de problema com o vale alimentação, além dos servidores, os estabelecimentos comerciais também são prejudicados. Ele relatou que o convênio igual ao proposto pelo Executivo tem funcionado bem em outros municípios.
O vereador Zeca Monteiro (PT), falou que errar pela terceira com o vale alimentação será inadmissível. “Administração pública é achar caminhos” .
O petista votou contrário ao projeto em pauta. Os vereadores Professor Luís, Tiquinho e Ricardinho Castilho se abstiveram da votação. Favoráveis foram Caíque Rossi, Fabinho (PSDB),  Joaquim da Delegacia (PDT), Jonas do Povo, José Santino, Lucas Casella, Nardão Sacomani e Dr. Rodolfo.

Imprensa/Câmara

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade