Classificados

VÍDEOS

Residência pega fogo em Penápolis
Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

09/10/2010

Câmara: Ricardinho cobra efetivação de Atividade Delegada e monitoramento por camêras

O vereador Ricardo Falleiros de Castilho (PV), está cobrando do prefeito João Luís dos Santos (PT), ações para colocar em prática a atividade delegada e o monitoramento por câmera na cidade. Os dois projetos são voltados para o fortalecimento da segurança pública e dependem de iniciativa do Poder Executivo Municipal. A Atividade Delegada, já em funcionamento no município de São Paulo, consiste na contratação de policiais militares, em seus períodos de folga, no reforço do policiamento ostensivo preventivo, com remuneração  paga pelo Executivo Municipal. O policial cumpre atualmente uma jornada de trabalho de 12 por 36, trabalhando 12 horas seguidas e folgando durante 36. Dentro do programa de Atividade Delegada, ele trabalha oito horas também armado e fardado,  permitindo  ainda 20 horas para descanso. Pelo convênio, a prefeitura não tem gastos com aquisição ou manutenção de instalações físicas, viaturas, armas, munições, coletes de proteção balística, uniformes nem outros equipamentos de proteção. A Atividade Delegada também tem sido defendida em Penápolis pela Ágora e pelo vereador Nardão Sacomani (DEM).

Câmeras
Ricardinho Castilho, ao lado do vereador Luís Antonio Alves de Oliveira, o Professor Luís (PSDB), tem pedido desde o início do ano passado a implantação de monitoramento por câmeras em áreas públicas de Penápolis. A eficiência do serviço já foi verificada por eles durante visita ao município de Santa Fé do Sul, de aproximadamente 30 mil habitantes. O sistema na cidade possui 24 câmeras distribuídas no centro comercial, na frente de escolas e nas entradas. Ricardinho Castilho e Professor Luís comprovaram que o monitoramento tem expressiva contribuição para a repressão e prevenção de ações criminosas.  O trabalho de vigilância ocorre 24 horas por dia, sob o controle da Guarda Municipal de Santa Fé do Sul. Ricardinho Castilho e Professor Luís destacam que a prefeitura de Penápolis também pode buscar a viabilização de parcerias com os governos estadual e federal para o monitoramento por câmeras. O vereador Joaquim Soares da Silva, o Joaquim da Delegacia (PDT), também cobrou nesta semana da administração municipal  a apresentação do projeto para criação da Guarda Municipal e a efetivação do Conselho Municipal de Segurança Pública. Imprensa/Câmara

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade