Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você tem respeitado a quarentena e ficado em casa neste período de pandemia?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

29/04/2016

Câmara Municipal destaca 15 anos da Associação Unidos pela Vida

A Câmara Municipal de Penápolis aprovou Moção de Congratulação  à Associação Unidos pela Vida pelos seus 15 anos de fundação. O grupo teve criação em 11 de abril  de 2001, por iniciativa dos promotores de Justiça Adelmo Pinho, Diana Braus e Jairo de Lucca, para promover atendimento psicossocial às crianças  e adolescentes  em situação de risco e suas famílias. Na Moção de Congratulação, a Câmara Municipal lembra importantes projetos da Associação Unidos pela Vida, como Ainda é Tempo, Cidadania em Ação, Crianças Amadas/Adultos Seguros,  e Apoio à Maternidade. O Legislativo também  destaca que a associação  é composta por pessoas sérias e comprometidas com a área social.
A Associação Unidos pela Vida, sediada na esquina do Parque Aquático,  é uma instituição da sociedade civil, de caráter filantrópico, sem fins lucrativos e tem como finalidade prioritária atender crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social e suas famílias.
Atualmente desenvolve dois projetos. O “Cidadania em Ação”, ocorre em parceria com a prefeitura, num atendimento a crianças até doze anos em situação de risco, através de ludoterapia, acompanhamentos social, orientação familiar e atendimento fonoaudiológico. São 80 beneficiados diretamente (semanalmente) e 320 indiretamente.
Já através do projeto “Ainda é Tempo”,  em parceria com a SEDS (Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social), existe atendimento a  adolescentes em conflito com a lei, em medida socioeducativa de Liberdade Assistida. Este projeto visa atender mensalmente, uma média de até 13 adolescentes e jovens e 52 pessoas indiretamente.
As crianças e adolescentes  que apresentam queixa comportamental e dificuldade acentuada de aprendizagem ou algum outro problema que mereça um atendimento específico, são encaminhadas pelas escolas, Conselho Tutelar ou outra instituição, com apresentação de relatório, para triagem no Centro de Referência Infanto Juvenil. Os profissionais fazem a avaliação para proposta terapêutica para o caso. Se for necessário atendimento psicológico, fonoaudiológico, é feito  agendamento   primeiro com a responsável, e em seguida para a criança, que  passa por acompanhamento semanal. O responsável retorna para orientações quando o técnico responsável pelo atendimento achar necessárias intervenções. Os casos de orientação familiar são realizados semanalmente aos pais e/ou cuidadores. Se  necessário o atendimento em outra especialidade, ocorre encaminhamento  para Psiquiatra, Terapeuta Ocupacional, Neurologista, Oftalmologista, Dentista ou Pediatra.
Os casos mais graves são levados ao conhecimento do Promotor da Vara da Infância e da Juventude, para  convocação  das famílias e determinação de providências.

Imprensa/Câmara

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.