Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você tem respeitado a quarentena e ficado em casa neste período de pandemia?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

11/03/2015

Câmara aprova projeto que obriga comunicação de uso de álcool e drogas por menores

Imprensa/Câmara
Detalhes Not�cia
Projeto aprovado pela Câmara obriga hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades de saúde e escolas a comunicarem sobre álcool e drogas por menores

Hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades de saúde e escolas públicas e privadas de Penápolis deverão ser obrigados  a comunicar ao Conselho Tutelar da Criança e Adolescente  os casos suspeitos e confirmados  de uso e abuso de álcool e drogas envolvendo crianças e adolescentes. A obrigatoriedade foi aprovada anteontem pela Câmara Municipal através de projeto de iniciativa do vereador Caíque Rossi (PSD). “Se conseguirmos detectar o quanto antes o menor que consome álcool ou drogas e dar encaminhamento para tirá-lo desse caminho, a chance de evitar o rumo de  um buraco sem fim é muito maior”, disse o parlamentar.
O médico e vereador Zeca Monteiro (PT), manifestou apoio ao projeto ao citar que mesmo nas melhores clínicas de reabilitação do mundo, a recuperação no caso de vício em drogas  é de no máximo 40%. “Então tudo que puder ser feito para evitar esse caminho sem volta é válido”. Zeca Monteiro ainda defendeu entrosamento entre o Conselho Tutelar, Secretaria Municipal de Saúde, Secretaria Municipal de Educação e outros setores para o combate ao álcool e drogas.
O vereador presidente da Câmara Municipal, Alexandre Gil (PT), afirmou que o projeto reforça disposição já estabelecida  pelo Estatuto da Criança e do Adolescente e o classificou como importante. O petista manifestou preocupação de dificuldades do poder público para encontrar locais para tratamento de dependentes químicos.
O vereador Francisco José Mendes, o Tiquinho (PSDB), pediu atenção para o sigilo nas comunicações de suspeitas ou comprovações de uso de álcool e drogas. “Trata-se de um cuidado importante, principalmente em situações em que suspeitas não procedem”. 
O vereador José Santino, o Zezinho Leiteiro (PT), falou que a maior parte de menores apreendidos tem a liberdade perdida por causa das drogas. Ele também lembrou projeto de sua autoria para inserção de mensagens educativas de prevenção ao consumo de álcool e drogas em materiais fornecidos pela Secretaria Municipal de Educação.

Imprensa/Câmara

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.