Classificados

VÍDEOS

LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

03/04/2007

Avanhandava: Casos de dengue são confirmados pela Vigilância Sanitária

O surgimento dos primeiros casos de dengue em Avanhandava começam a preocupar as autoridades do município. Em meados de março foram confirmados os dois primeiros casos de dengue pela Vigilância Sanitária local. A doença avançou e hoje o número está em seis casos confirmados, sendo quatro deles importados. As informações são de que há 19  pessoas com a suspeita de estarem com a doença. No Estado de São Paulo, balanço da Secretaria de Estado da Saúde aponta redução no número de casos, sendo 2.249 casos a menos que no mesmo período de 2006.

De acordo com o coordenador da Vigilância Epidemiológica, Ayres Junqueira, o número de casos se for comparado com os de outras cidades da região é baixo, porém preocupa se confrontado com a média histórica do município. Ele disse também que os casos confirmados foram importados de outros municípios. “Estamos efetuando o acompanhamento das pessoas infectadas e ainda a busca ativa do mosquito nas proximidades de sua residência”, disse Ayres Junqueira. Para o coordenador a prevenção ainda é o melhor remédio contra a doença. Entre janeiro e fevereiro foi desenvolvido pela Vigilância um mutirão de limpeza em toda a cidade.     

O médico e vereador Rossano Jorge Nanni Rinaldi também tem mostrado preocupação com a situação da dengue. Para ele, o número de casos pode aumentar e aproveitou para cobrar providências das autoridades, salientando que a campanha de prevenção de novos casos deve ter a participação e colaboração da comunidade na manutenção de ambientes sem água acumulada. “A população sempre colaborou, mas é preciso estar atento”, afirmou Rossano, que desde o início do ano tem usado a tribuna da Câmara para alertar sobre os perigos da dengue, a qual já fez vítimas na região.     

O combate ao mosquito aedes aegipty é feito de duas formas: eliminando os mosquitos adultos por aplicação de inseticida e principalmente acabando com o criadouro de larvas. Em 2005 não foi registrado nenhum caso de dengue em Avanhandava. Já em 2006 apenas um caso foi confirmado. O ano de 1993 foi o mais crítico em relação à doença, quando mais de 30 casos foram confirmados. (OV)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade