Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

29/06/2012

Administração busca soluções desde início da crise no Museu do Sol

A Administração Municipal de Penápolis considerou inoportuna a manifestação do vereador Reginaldo Sacomani questionando sobre propostas da Prefeitura para a reabertura e manutenção do Museu do Sol. No momento que já existem conversações sobre o assunto com o presidente da FUNARPE (mantenedora do museu), Celso Egreja.
Ao levar o assunto para a mídia no momento em que o Executivo e a Fundação discutem a melhor forma de resolver o problema, o vereador deixa transparecer a intenção de ser o provocador da discussão e usar isso, como discurso político, de que   a situação foi resolvida após sua “intervenção”, uma prática comum na atualidade.   
Todo questionamento do vereador sobre o trabalho da administração municipal para que a cidade volte a ter em funcionamento desse importante espaço cultural é de conhecimento geral, incluindo as tratativas em busca de soluções.
A preocupação da Administração – publicada na mídia local – vem desde setembro de 2009 quando o prefeito João Luís dos Santos esteve em audiência na Secretaria Estadual de Cultura para viabilizar parcerias para o município, em diversas questões culturais e para o Museu do Sol.
Na oportunidade João Luís estava acompanhado dos representantes da Fundação de Artes de Penápolis, que gerencia o Museu do Sol, Elizabeth Vicente Bergner Dias de Aguiar e Carlos Alberto Bachiega. Todos participaram da audiência conduzida pelo secretário adjunto de estado da Cultura, Ronaldo Bianchi.  Com relação ao Museu do Sol, foi solicitado à Secretaria Estadual de Cultura maior apoio para a manutenção dessa instituição que é referência estadual em arte primitiva, abrigando obras de diversos artistas naif do país e que desenvolve atividades com a comunidade.
Segundo o secretário Municipal de Cultura, Joaquim Alberto Fernandes, o Conselho Municipal de Cultura de Penápolis está atento ao problema, inclusive formou uma comissão para buscar, junto à Funarpe (Fundação de Artes de Penápolis) e à Prefeitura Municipal, além de outras instituições ligadas à cultura e a comunidade em geral, uma alternativa viável para a reabertura do Museu do Sol.
“Todos sabem que o Museu do Sol era financiado unicamente pelo mecenas Celso Egreja, Porém, diante da inviabilização de sua contribuição no atual momento, não há como manter as portas abertas. Ele esteve com o prefeito João Luís no começo do mês e em breve teremos uma solução que deve ajudar na manutenção do museu”, explicou Beto Fernandes, classificando de oportunista a manifestação do vereador Sacomani, que pede o relato do que a prefeitura já tratou junto ao Conselho Municipal de Cultura e à Funarpe após o fechamento do Museu do Sol.
“Devemos trabalhar com todas as possibilidades, inclusive da prefeitura assumir o Museu do Sol, mas toda decisão depende, também, de Celso Egreja, presidente da Fundação”, diz o secretário de Cultura.
“Agora vem vereador, em véspera de eleição, com esse discurso questionando a Administração sobre um assunto que nunca saiu de pauta. Ninguém está parado, tem muita gente trabalhando para que o Museu reabra suas porta”, destacou Beto Fernandes.

Conselho
O Conselho de Cultura, presidido pela munícipe Célia Catarina Módena Gonçalves, informou que a comissão que busca ajudar o museu é formada por membros do conselho e da Funarpe, que se dispuseram a discutir e buscar uma solução definitiva para o problema.
Todos sabem da importância do Museu do Sol como patrimônio cultural e esse espaço não pode ficar fechado. Algumas das alternativas mais viáveis para resolver o caso, de acordo com discussões já realizadas, seria passar o comando do Museu do Sol para o poder público, ou seja, o Governo Federal, através do IBRAM (Instituto Brasileiro de Museus).

Prefeitura
O prefeito João Luís dos Santos, também participante ativo nessa discussão, entende que o Museu deve ser reaberto e o Pode Público municipal também pode ajudar. “Desde 2009 estamos buscando alternativas e soluções para o problema, mas ao longo dos últimos meses os contatos com a fundação foram mais acentuados e devemos, em breve, ter uma proposta que atenda todas as necessidades de manutenção do Museu Sol, incluindo os funcionários”, garantiu o prefeito.
“Estamos verificando todas as possibilidades jurídicas e, dentro da legalidade, o assunto será resolvido”, informou João Luís.

IBRAM
Em agosto do ano passado duas Museólogas Técnicas em Assuntos Culturais do Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) estiveram em Penápolis para uma visita ao Museu do Sol. A vinda das representantes do órgão, que pertence ao Governo Federal, através do Ministério da Cultura, atendeu solicitação do prefeito João Luís.
As técnicas realizaram o levantamento de dados da entidade para avaliar a possibilidade de intermédio do Ibram no processo de reabertura do Museu do Sol, fechado por dificuldades financeiras.
O convite feito pelo prefeito João Luís dos Santos para que o Ibram enviasse técnicos à cidade com o intuito de conhecer a situação do Museu do Sol se deu após gestões conjuntas da administração municipal e do Conselho Municipal de Cultura, que buscam meios de devolver à comunidade este importante patrimônio.
Os estudos em prol do Museu do Sol se originaram a partir da revitalização do conselho, no final do ano passado, ação esta incentivada pela Administração Municipal para atender as exigências do Governo Federal.

Secom – PMP 

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade