Classificados

VÍDEOS

Residência pega fogo em Penápolis
Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

29/05/2024

Câmara Municipal de Penápolis adia projeto sobre gerenciamento de resíduos de construção

Imagem/Imprensa Câmara
Detalhes Notícia
Projeto sobre disposições de gerenciamento de local para descarte de resíduos de construções por caçambas do setor privado teve novo adiamento pela Câmara

A Câmara Municipal de Penápolis adiou em sua sessão segunda-feira, dia 27, pela segunda vez, projeto do Executivo para a regulamentação da geração de resíduos de construção civil e sua destinação final na cidade. O pedido de novo prazo foi defendido pelo vereador Júlio Caetano (PSD) com objetivo de ampliar a discussão do tema. Entre outras disposições, a propositura trata que os grandes geradores e transportadores (caçambeiros) são obrigados  a apresentar o plano  de gerenciamento  de resíduos da construção  (PGRCC) que visa estabelecer os procedimentos necessários  para o manejo  e destinação ambientalmente  adequados dos resíduos gerados ou transportados. 
O vereador Paulinho do Esporte (União Brasil) se posicionou contrário ao projeto. Segundo ele, a iniciativa da forma elaborada, com administração da destinação final dos resíduos de construção civil pela iniciativa privada  representará grande aumento de custos à população para uso de caçambas. 
O vereador Nelson Kbção (União Brasil) também discursou contrário ao projeto por considerar a projeção de valores maiores à população em contratações para descarte de entulhos. 
O vereador Altair Reis (PL) relatou a  não efetivação e perda  de conquista de usina móvel de resíduos  de construção pelo Cimpe (Consórcio Intermunicipal da Microrregião de Penápolis) por falta de acerto de dívidas trabalhistas do serviço.  
O vereador Dr. Rodolfo (PSD) afirmou que não considera justo a administração municipal ter que comprar área de aproximadamente 3 alqueires para atender descarte de resíduos de construção civil proveniente da iniciativa privada. De acordo com o pessedista, a minoria da população usa caçambas e o custeio de investimentos necessários para nova área seria feito por todos através do uso de recursos públicos municipais.

Imprensa/Câmara

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade