Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

CIDADE & REGIÃO

05/05/2007

Álcool: Prefeitura e empresários se unem pelo desenvolvimento

Detalhes Not�cia

Um encontro entre o prefeito municipal de Penápolis, João Luís dos Santos e representantes de áreas de desenvolvimentos da cidade, entre elas, a Associação Comercial Empresarial, dirigida por Dílson César Ronconi, ocorrida ontem pela manhã na sede do Sincovape, objetivou a união de forças na tentativa de atrair novas empresas para o município.

Foi o primeiro encontro da recém criada associação, que surgiu com a fusão entre a Associação dos Empresários de Penápolis e Associação Comercial e Industrial de Penápolis, com o prefeito municipal.

O tema principal discutido foi em relação as empresas que lidam diretamente com o setor de álcool e as fórmulas de como o município poderá crescer através da criação de empresas. O empresário Celso Viana Egreja, proprietário da Usina Campestre destacou que a região deverá nos próximos anos concentrar o maior número de usinas do planeta. Pelos seus cálculos, serão em torno de 101, algumas já em projeto de instalação.

Além disso, as já existentes nos últimos anos dobraram a produção, o que torna o campo altamente promissor. Aliado a tudo isto está o fato do álcool brasileiro ter ganho espaço dentre vários países, interessados nas técnicas do produto como combustível. A pretensão dos organizadores do encontro é de atrair empresas que forneçam equipamentos e materiais para os usineiros, e não atrair novas usinas. Apesar do convite elaborado, nenhum vereador se fez presente, o que foi lamentado pelos organizadores.

O presidente da ACM classificou o encontro como altamente positivo e lembrou que há muito tempo a cidade necessitava deste contato, classificado por ele como de corpo-a-corpo entre o prefeito, os representantes do comércio e empresas. “Como ocorre em reuniões deste tipo, foi verificado alguns momentos picantes o que não deixa de ser interessante. O melhor é que o prefeito assumiu a responsabilidade e ao mesmo tempo a jogou para a classe dos comerciantes e industriais. O ideal seria que os vereadores também estivessem presentes”, enfatizou Dílson, lembrando que mais contatos deste tipo precisam ser realizados nos próximos meses. “Pelo menos a cada quatro meses, aberta para quem desejar participar, ou colocando seus problemas, ou tirando as dúvidas”, destacou.

 

Limites

O prefeito também se disse satisfeito com o encontro, destacando que foi possível fazer esclarecimentos, em especial quanto aos limites das possibilidades do Poder Público nas parcerias. “As vezes as pessoas imaginam que a Prefeitura pode fazer tudo, bastando apenas ter a boa vontade do prefeito, o que não é bem assim. Existem limites legais e fiscais que precisam ser obedecidos. O encontro serviu também para estabelecer formalmente a parceria entre o Poder Público e os empresários para que possamos trabalhar para melhorar a cidade e gerar mais empregos e renda”, afirmou o prefeito. João Luís enfatizou ainda que não é de hoje que sua administração está de olho no setor e lembrou que desde 2005 está trabalhando, junto com Celso Egreja e secretários, na tentativa de atrair empresas que tenham interesse em instalar filiais em Penápolis. “Já estivemos em Piracicaba, Sertãozinho e Ribeirão Preto, inclusive participando de feiras do setor. É um trabalho que somente terá resultado com a insistência”, argumentou João Luís. Como resultado, ao menos três empresas já estão se instalando no município além de outras, que não foram divulgadas pelo fato de municípios vizinhos também estarem interessados. “Temos que tirar proveito deste pool econômico em torno do álcool, oferecendo não somente o terreno e infra-estrutura, como também a logística que Penápolis tem a seu favor e que deverá ser o centro de todo o setor sucroalcooleiro do Estado de São Paulo e do Brasil”, previu o prefeito. (SRF)

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade