Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

GERAL

06/09/2021

SP faz megaoperação para atos do dia 7 de Setembro

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
Cerca de 4 mil policiais militares atuarão na Avenida Paulista e no Vale do Anhangabaú para proteger as pessoas, preservar patrimônios e garantir o direito de ir e vir

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou por meio de nota que irá acompanhar nesta terça (07), as manifestações convocadas pelo presidente Jair Bolsonaro para o Dia da Independência do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), centro da capital paulista.

Doria, ainda se manifestou nas redes sociais sobre o ato promovido por Bolsonaro. "Amanhã o Brasil completa 199 anos de independência. País vive seu pior momento desde a ditadura. Precisamos de paz. Não há espaço para flertes autoritários. Democracia, liberdade e diálogo são alicerces da prosperidade e de um futuro melhor para o Brasil", escreveu. "Viva a independência", completou no post. 

Segundo o governo estadual, Doria e o procurador-geral de Justiça, Mário Sarrubbo, irão monitorar o esquema especial de policiamento, organizado pela Secretaria de Segurança Pública, para as manifestações agendadas neste feriado da Independência do Brasil.

"Cerca de 4 mil policiais militares atuarão na Avenida Paulista e no Vale do Anhangabaú para proteger as pessoas, preservar patrimônios e garantir o direito de ir e vir, bem como o de livre participação nos atos e a fluidez no trânsito", informou a nota.

Doria havia alertado outros governadores para o risco, identificado por setores de inteligência, de violência nos atos, impulsionado principalmente por pessoas ligadas a setores militares da ativa, da reserva e das forças de segurança pública nos atos ligados ao presidente Jair Bolsonaro.

O presidente Bolsonaro anunciou que deverá participar do ato previsto para reunir seus apoiadores na Avenida Paulista, região central da capital. Já movimentos de oposição garantiram na Justiça o direito de se manifestarem no Vale do Anhangabaú, a cerca de 3 km na região central de São Paulo. (Com Estadão Conteúdo)

VEJA TODAS AS NOT�CIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade