Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

GERAL

14/04/2021

"Quem não deve, não teme", diz Doria sobre CPI da Covid-19

Imagem/Divulgação
Detalhes Not�cia
Governador de SP disse que CPI "será muito bem-vinda em SP", caso seja necessário

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta quarta-feira (14) que é a favor da abertura da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid-19, que foi oficializada ontem (13) no Senado Federal para investigar a gestão do governo Jair Bolsonaro na pandemia da covid-19, que já matou mais de 350 mil brasileiros.
"Quem não deve, não teme. Quem não tem temor, quem não pratica irregularidades, quem cumpre o seu dever como homem público à frente de uma prefeitura, do governo federal ou estadual, não tem que temer a CPI. Nosso apoio, o apoio do meu partido, o PSDB, e o meu como governador, à CPI que está sendo discutida no Senado para avaliar aquilo que o governo federal deixou de fazer. E se tiver que envolver a análise de recursos distribuídos aos estados, que o faça. Nós aqui em São Paulo não temos nada a temer. A CPI será bem-vinda", afirmou Doria.
O requerimento da comissão, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirma que tem o objetivo de “apurar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados” nos primeiros meses de 2021.
O presidente Jair Bolsonaro vinha articulando nos bastidores para tentar incluir na CPI a investigação das gestões de governadores e prefeitos no combate à pandemia, porém, no momento, apenas o governo federal será investigado.
O prazo inicial da CPI da Covid é de 90 dias e ela terá 18 integrantes, sendo 11 titulares e sete suplentes, que vão apurar os gastos realizando diligências ou até convocando ministros do Estado, assim como tomar depoimento de qualquer autoridade relacionada ao assunto.

(Com Estadão Conteúdo)

VEJA TODAS AS NOT�CIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade