Classificados

VÍDEOS

Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Durante o auge do preço da carne, você passou a consumir menos o produto?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

20/10/2017

Valentim diz que tinha discordâncias com Cuca

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
Após assumir o Verdão com a saída de Cuca, o treinador interino alterou o time taticamente

Alberto Valentim precisou de pouco tempo para mudar o Palmeiras. Após assumir o Verdão com a saída de Cuca, o treinador interino alterou o time taticamente, modificou a dinâmica dos treinos e explicou que já tinha divergências com o ex-comandante alviverde. “Algumas coisas a gente pensa diferente, o que é normal. Eu e Gilson, Oswaldo, Cuca… Isso é o mais legal de uma comissão técnica. Afinal, se os auxiliares concordarem sempre em tudo, serão úteis só para carregar cones e coletes. Se tem essa discordância é legal, e a gente tinha, normal”, disse o comandante. “O Cuca fazia um exercício com todos da comissão sobre quem deveria começar jogando, o posicionamento, bolas paradas… Cada um tinha sua opinião e ele gostava de perguntar os porquês das escolhas. Ele dava liberdade para todos, para mim principalmente. A gente se dava muito bem, gostava do meu trabalho, era uma parceria muito transparente”, completou. Alberto deu início à sua quinta passagem como treinador interino no Palmeiras. Na ocasião da saída Cuca, com o time campeão brasileiro após um jejum de 22 anos, na reta final de 2016, Valentim viveu a expectativa de ser efetivado como treinador do Verdão. No entanto, o clube optou pela contratação de Eduardo Baptista, que acabou demitido cinco meses depois. Assim, ao invés de continuar no Palestra, o ex-atleta aceitou oferta para dirigir o Red Bull no Campeonato Paulista. Com a eliminação na primeira fase do torneio, porém, não continuou no clube. “Eu sempre gostei de um jogo bem jogado, procurei fazer isso todas as vezes que comandei o Palmeiras. Ter posse de bola e verticalizar no momento certo, mas também muita qualidade na fase defensiva. Mesmo eu sendo auxiliar, todas as vezes que o Cuca deixou, sempre fui muito participativo, exigente. Como treinador, sou o dobro ou mais. Essa coisa do motivacional, falar duas ou três frases de efeito para o jogador, comigo não funciona muito. Começo os jogos nos treinamentos . Vou lembrando aos jogadores na preleção o que foi pedido e treinado”, explicou.

 

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.