Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

26/07/2020

Tenista conta com a psicologia para melhorar rendimento

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
O psicólogo Júlio Ribeiro tem contribuído na formação esportiva do jovem tenista Yuri

As qualidades do jovem tenista penapolense Yuri Borguezan Coelho, de apenas 11 anos de idade, são indiscutíveis. Apesar da pouca idade, obteve destaque em todas as competições que participou. Em 2017, por exemplo, foi vice-campeão da Copa Kirmayr, realizada em Serra Negra/SP, com organização da Confederação Brasileira de Tênis. Também disputou o Circuito Paulista em São Paulo, onde chegou até a semifinal por dupla. As excelentes perspectivas em relação ao futuro, levaram Yuri até São José do Rio Preto, para um trabalho de aperfeiçoamento com profissionais especializados, entre eles, o tenista Thiago Alves, considerado um dos principais do país na atualidade. Empresários da cidade e também a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude estão colaborando para que a jovem promessa do tênis penapolense possa estar vivenciando este novo momento em sua trajetória. Além do técnico e do preparador físico que trabalham com Yuri dentro das quadras, fora dela, a estrutura multidisciplinar se completa com o psicólogo Júlio Ribeiro, que tem vasta experiência na área esportiva, já tendo trabalhado, inclusive, com atletas de jiu-jitsu, ginástica e até na equipe profissional do Clube Atlético Penapolense. Segundo Júlio, o trabalho com Yuri tem duas finalidades. “A primeira é lidar com a saúde mental, que é a nossa maior premissa. O desafio é expô-lo ao nível de seus limites emocionais e cognitivos. Temos que trazer o atleta para uma condição de saúde mental para que ele possa desempenhar sua atividade”, revelou. “A psicologia visa dar aos atletas uma condição de estabilidade e saúde, para que eles tenham, como seres humanos, uma melhor qualidade de vida. Buscamos também a melhoria do desempenho e perfomance através de habilidades psicológicas, controle da ansiedade, foco, auto disciplina, motivação, organização, planejamento de metas, todos estes conceitos são trabalhados para que o atleta tenha uma produtividade mais eficiente, para que possa alavancar seu desempenho esportivo”, adiantou.  

Metodologia
Júlio Ribeiro explicou que a metodologia aplicada ao trabalho com Yuri difere da empregada em esportes coletivos. “No esporte coletivo, trabalhamos competências em grupos, já no individual, existe uma comissão técnica para trabalhar e avaliar. Até nos esportes individuais existe diferença de trabalho, já que temos modalidades com e seu contato. No caso do Yuri é um esporte sem contato, mas ele tem um adversário e ele pode estudar sua leitura corporal, para identificar se ele está abatido, nervoso, podendo tirar proveito disto para chegar a vitória. 

Resultado 
Questionado sobre qual resultado final espera de seu trabalho com o jovem tenista, Ribeiro falou que a princípio visava mais a iniciação esportiva de uma criança, que além das condições naturais de desenvolvimento humano estava entrando na adolescência, portanto, vivenciando a transição da criança para adolescente, e este já é um ponto a ser trabalhado pelo psicólogo do esporte. “Porém, o Yuri já está se destacando em Penápolis e na região, mas o tênis para ele era um passatempo, uma recreação. A partir do momento que ele começou a treinar em São José do Rio Preto com uma comissão técnica preparada e com uma estrutura de treino diferenciada, aí ele passa a praticar um esporte de rendimento e não mais como hobby. Ele deixou aquela rotina, digamos um pouco descompromissada, para um trabalho mais sério, inclusive com treinamento mais apurado de biomecânica, passada, empunhadura e mudança da raquete. Ele vivenciou uma mudança bastante significativa na metodologia do esporte. Agora ficou mais sério, ele tem horários a cumprir, tem um treinador, um preparador físico, um psicólogo. E em função de toda esta estrutura existe uma cobrança em matéria de disciplina, comprometimento, foco, responsabilidade, dedicação, conter suas emoções. Ele tem que estar preparado para isto. Então, o trabalho com o Yuri nada mais é do que uma adaptação da transição da criança para a adolescência e de um atleta que tinha o tênis como entretenimento para um atleta que está se desenvolvendo como um profissional de rendimento, então temos que trabalhar as habilidades psicológicas  e emocionais para ele interiorizar críticas , não de uma maneira pessoal, uma afronta, mas como algo produtivo e que é necessário para que ele possa se desenvolver ainda mais”, explicou.  

Abordagem
A abordagem do trabalho com o tenista penapolense é baseada na TCC (Terapia Cognitiva Comportamental), “onde entendemos que pensamentos, emoções e comportamentos se entrelaçam. Quando a gente consegue mudar a visão de mundo e o nosso olhar sobre a situação, a gente consegue desenvolver comportamentos e emoções mais lineares a esta nova maneira de pensar. Pensando positivamente as chances de evolução são maiores, é lógico agregado ao treinamento, não será pego de surpresa pela ansiedade que atrapalha no desempenho. Ele é capaz, é seguro, tem habilidades. Ele está em Rio Preto para ser lapidado, mas ele tem a sua essência, tem seu talento, e isto deve ser preservado para que ele saiba trabalhar todas as potencialidades para que dentro de quadra consiga o melhor rendimento possível”, concluiu. Em sua clínica, localizada na avenida Leandro Ratisbona de Medeiros, 125, Júlio Ribeiro trabalha a psicologia clínica e a do esporte. Ele presta atendimentos individuais para adolescentes, adultos e casais e para atletas amadores, de academias ou de alto nível. Interessados em conhecer o trabalho podem procurá-lo na clínica. “Estamos aqui para compreender e melhorar o funcionamento das pessoas, dos seus pensamentos, sentimentos e comportamentos” finalizou.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.