Classificados

VÍDEOS

Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

19/10/2023

Santos tenta encerrar sequência negativa da defesa que dura mais de quatro meses

O Santos enfrenta o Bragantino nesta quinta-feira (18), às 20h (de Brasília), na Vila Belmiro, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro. No duelo, o Peixe tenta encerrar uma sequência negativa do sistema defensivo.
Já são 16 partidas seguidas na competição em que o Santos sofre gols. A última vez que a defesa do Peixe deixou o campo invicta foi o empate contra o Coritiba, no Couto Pereira, no dia 10 de junho. 
Desde então, o time sofreu 34 gols. Uma média 2,1 gols por jogo. O duelo contra o Coxa, aliás, foi a única partida fora de casa em que o Santos não sofreu gols no Brasileirão. Na Vila Belmiro, o time passou invicto em apenas três dos 13 jogos em que disputou. Agora, depois do período sem jogos por causa da Data Fifa, o Peixe espera encerrar a série negativa para a defesa. Desde a saída de Odair Hellmann, a média de gols sofridos pelo Santos no Brasileirão aumentou. 
Com o antigo treinador, o Peixe sofria menos de um gol por jogo e a defesa era um dos pontos sólidos do elenco.
Contudo, o setor passou a ir mal com a chegada de Paulo Turra. Foram 14 gols em seis partidas (média 2,3 gols por jogo). Com a demissão do ex-técnico e a chegada de Diego Aguirre, os números pioraram. Foram 12 gols em 5 partidas (média de 2,4 gols por jogo).
O início da era Marcelo Fernandes tem sido mais promissor para o setor defensivo. Com um esquema com três zagueiros, a defesa voltou a realizar bons jogos e a média de gols sofridos caiu para um por jogo.
Para o duelo contra o Bragrantino, o comandante do Peixe terá o retorno do lateral-esquerdo Dodô, que vem jogando improvisado como zagueiro. Em contrapartida, o Santos não poderá contar com Tomás Rincón. Capitão do time, o volante irá cumprir suspensão - Dodi e Rodrigo Fernández disputam a vaga.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade