Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

02/03/2016

Santos tenta abafar boatos sobre Mancini

A diretoria do Santos achou por bem soltar uma nota oficial no início da tarde de ontem para externar sua posição de confiança no trabalho do atual técnico Dorival Júnior e tentar combater alguns rumores sobre uma insatisfação e até mesmo a ida ao mercado para sondar outros treinadores. Na segunda-feira, o jornal Tribuna da Bahia publicou que o clube da Baixada estaria interessado em contratar Vagner Mancini. “O Santos FC esclarece que em nenhum momento procurou o técnico Vagner Mancini. O clube está plenamente satisfeito com o trabalho realizado pelo seu comandante Dorival Júnior. Inclusive, o presidente Modesto Roma Jr. já declarou em entrevistas que deseja continuar com Dorival até o final do seu mandato. Por este motivo, o ambiente envolvendo o clube e o treinador é o melhor possível”, diz o comunicado santista. Contratado em julho de 2015, Dorival Júnior chegou ao Santos para sua segunda passagem, depois de conquistar o Paulista e a Copa do Brasil em 2010, com a missão de salvar o time do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. Com um segundo semestre arrebatador, a equipe acabou chegando à final da Copa do Brasil e lutando pelo G4 no nacional por pontos corridos. O treinador, no entanto, acabou sendo refém do próprio sucesso. Com o vice na Copa do Brasil e a queda nas três últimas rodadas do Brasileiro, que derrubou a equipe para a sétima posição, Dorival encerrou 2015 sem título e sem vaga para disputar a Copa Libertadores deste ano. A frustração no clube foi imensa e o presidente Modesto Roma Júnior chegou a discutir, por telefone, com o técnico, quando o Santos entrou em campo com o time reserva para enfrentar o Coritiba, na 36ª e antepenúltima rodada do Brasileiro. Aquela derrota para os paranaenses, que lutavam para não cair à Série B, tirou o Peixe do G4 de forma definitiva. Nesta temporada, a cúpula alvinegra passou a agir de forma independente e chegou a fechar negócio com o argentino Máximo Rolón. Dorival reclamou publicamente por não ter sido consultado ou sequer avisado da chegada do atacante, que ele nem conhecia. Até hoje, Rolón treina na academia do CT Rei Pelé, mas, estranhamente, ainda não assinou contrato e também não integrou a lista final de inscritos no Campeonato Paulista. Vagner Mancini tem bom relacionamento com Dagoberto Santos, superintendente de futebol do Santos, e foi um dos nomes estudos pela atual diretoria do Santos antes do acerto com Dorival Júnior. Em 2009, Mancini chegou a comandar o Peixe, mas não obteve sucesso e acabou demitido após cinco meses, sem deixar saudades. O Santos é o atual líder do Grupo A no Campeonato Paulista, com 12 pontos, seguido de perto por São Bento e Linense, 11 e 10 pontos cada, respectivamente. Em sete jogos, o alvinegro venceu três, empatou três e perdeu um, este na última rodada, contra o Red Bull Brasil. No próximo domingo, a equipe enfrenta o Corinthians, na Vila Belmiro. E um resultado adverso pode, sim, deixar o clima não tão favorável para Dorival, que tem contrato até o fim de 2017.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade