Classificados

VÍDEOS

Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

23/06/2023

Santos procura Carille, mas negociação esbarra em contrato

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
A diretoria do Peixe foi atrás de Fábio Carille nas últimas horas

O Santos já está em busca de um novo treinador após a demissão de Odair Hellmann. A diretoria do Peixe foi atrás de Fábio Carille nas últimas horas. A negociação, no entanto, é tratada como difícil. Isso porque o comandante tem contrato com o V-Varen Nagasaki, do Japão, até o final do ano que vem. Além disso, o vínculo tem multa rescisória, ou seja, o brasileiro teria que pagar um valor ao clube japonês para sair da equipe. Carille está no V-Varen Nagasaki desde junho de 2022. Ao todo, são 40 jogos, com 20 vitórias, 16 empates e 10 derrotas. O técnico passou recentemente pelo Santos, entre 2020 e 2022. Ao todo, foram 27 partidas do treinador a frente do Alvinegro Praiano, incluindo as duas que ele não pôde ir ao estádio por conta da Covid-19. Neste período, foram nove vitórias, 10 empates e oito derrotas. Odair foi demitido na tarde de ontem. O Peixe não vence há nove jogos, com cinco empates e quatro derrotas. Neste período, o time ainda foi eliminado nas oitavas de final da Copa do Brasil, para o Bahia, e na fase de grupos da Sul-Americana. O Santos volta a campo agora no domingo, quando recebe o Flamengo, pela 12ª rodada do Brasileirão. A bola rola no gramado da Vila Belmiro a partir das 18h30 (de Brasília).

Santos sofre punição do STJD e jogará sem torcida por 30 dias após confusão na Vila

O STD definiu ontem que o Santos terá que jogar sem torcida por 30 dias. A punição é em decorrência da grande confusão que sucedeu o jogo contra o Corinthians, quarta-feira, na Vila Belmiro. O Peixe perdeu por 2 a 0 e bombas foram atiradas no gramado da Vila Belmiro. O Alvinegro Praiano terá que jogar com portões fechados como mandante e não terá da carga de ingressos como visitante. A pena ainda pode mudar caso o STJD julgue o ocorrido no clássico antes dos 30 dias. O Santos volta a atuar na Vila Belmiro no domingo, quando recebe o Flamengo, pela 12ª rodada do Brasileirão. O jogo está marcado para às 18h30 (de Brasília). O duelo entre Santos e Corinthians foi encerrado por volta dos 40 minutos do segundo tempo por conta de fogos atirados no gramado da Vila Belmiro. A torcida santista decidiu protestar antes do apito final por conta da derrota do Peixe por 2 a 0. Com o fim do embate, os jogadores do Corinthians correram para o vestiário. Já os santistas precisaram esperar por um tempo no círculo central. Inicialmente, eles tentaram entrar no túnel, mas a torcida do Peixe no setor das organizadas atirou mais fogos na direção do gramado. Na segunda tentativa, os atletas correram e conseguiram acessar o túnel. Os fogos arremessados levantaram muita fumaça no campo e, durante os protestos, a torcida santista gritou em coro contra o presidente Rueda, os jogadores do Alvinegro Praiano e o técnico Odair Hellmann, que acabou sendo demitido. Na súmula da partida, o árbitro Leandro Pedro Vuaden relatou o arremesso dos rojões em direção ao gramado da Vila Belmiro. A confusão causou o fim antecipado da partida, aos 41 minutos da etapa final.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade