Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você se preocupa em não compartilhar informações falsas sobre o Covid-19 em redes sociais na internet?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

04/04/2020

Robinho abre o jogo sobre saída do Real Madrid, bola de ouro e episódios marcantes na Europa

Em meio à pandemia do novo coronavírus, Robinho concedeu, ontem, entrevista ao jornal espanhol Marca e relatou os momentos mais marcantes da sua passagem por Real Madrid, Manchester City e Milan. Apesar de ter sido cobiçado pelo Barcelona, o atacante deixou claro que não foi uma decisão difícil. Segundo ele, os diversos brasileiros no elenco e o técnico Vanderlei Luxemburgo pesaram a favor dos merengues na negociação. Quando surgiu no Santos, altas eram as expectativas em torno de Robinho. “Algumas pessoas esperavam que eu ganhasse a Bola de Ouro. Quando Pelé fala sobre você, todo mundo escuta. Então, fizeram comparações, mas não há novo Pelé. Nem agora nem nunca”, comentou. Ao lado de craques como Zidane, Ronaldo, Beckham e Roberto Carlos, Robinho foi bicampeão do Espanhol e campeão da Supercopa da Espanha. Mesmo que tenha conquistado títulos de expressão, o jogador acredita que faltou seriedade. “Não tinha maturidade e capacidade de parar, pensar com uma mente clara e considerar as consequências antes de tomar decisões. Somente idade e experiência te dão isso”, destacou. Após três temporadas com o Real Madrid, Robinho foi contratado pelo Manchester City. Apesar de ter abraçado o projeto, o brasileiro sonhava em jogar em outra equipe inglesa. “Meu objetivo era ir para o Chelsea, trabalhar com o Felipão. Ele me disse que eu faria diferença, mas a diretoria do Real ficou irritada porque eles venderam camisas com meu nome antes de a negociação ter sido fechada”, lembrou, acrescentando sobre alguns dos desejos de Sheik Mansour, proprietário do clube. “Ele disse que ia fazer um ótimo trabalho contratando Kaká e Messi”, revelou. Sobre sua passagem no Milan, da Itália, Robinho lembrou a parceria com o Zlatan Ibrahimovic. “Ele costumava dizer que convenceu o Milan: ‘Você está aqui por mim’. Ele é arrogante? Sim, claro que é, mas de um jeito bom. É apenas confiança no próprio talento”, completou.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.