Classificados

VÍDEOS

Residência pega fogo em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Pen�polis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endere�o Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

15/08/2020

Ponto forte do Palmeiras em 2020, zaga poderá ter quinta dupla diferente hoje

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
Na última quarta-feira, a dupla de zaga foi formada por Luan e Vitor Hugo

Diante do Goiás, às 21h30 (de Brasília) deste sábado, em duelo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras poderá ter sua quinta de dupla de zaga diferente na temporada: Gustavo Gómez e Vitor Hugo. O técnico Vanderlei Luxemburgo terá o retorno do paraguaio, poupado no empate por 1 a 1 com o Fluminense, mas ainda não contará com o capitão Felipe Melo, que se recupera de lesão muscular na coxa esquerda e ficará fora por mais tempo. Na última quarta-feira, a dupla foi formada por Luan e Vitor Hugo. Enquanto o primeiro teve uma atuação abaixo da média no Maracanã, Vitor Hugo mostrou segurança e, inclusive, fez o desarme no início da jogada do gol marcado pelo atacante Luiz Adriano. No retorno de Gustavo Gómez, que costuma jogar pela esquerda, o natural seria que Luan fosse mantido na equipe. Porém, a boa atuação do canhoto Vitor Hugo no Rio de Janeiro permite imaginar uma disputa entre os dois pela vaga. Se a escolha for por Vitor Hugo, o Palmeiras terá diante do Goiás a quinta dupla de zaga titular diferente na temporada. Incluindo as partidas do amistoso Torneio da Flórida, na pré-temporada, a dupla mais comum foi Felipe Melo e Gustavo Gómez (14 jogos), seguida de Luan e Gustavo Gómez (três jogos) e Felipe Melo e Vitor Hugo (três jogos), além daquela que atuou pela primeira vez na quarta-feira. Antes da paralisação dos campeonatos, o Palmeiras tinha sofrido cinco gols em 12 jogos oficiais (média de 0,41 por jogo) na temporada. Desde a retomada do Campeonato Paulista, foram quatro gols sofridos em sete partidas (média de 0,57 por partida). Entre os 20 clubes que disputam a primeira divisão do Campeonato Brasileiro, o time de Luxemburgo (com nove gols em 19 jogos) só não foi menos vazado do que o Atlético/GO (quatro gols em 14 jogos).

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2022 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade