Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Morre o cantor sertanejo Davi, da dupla com Durval

SUA OPINIÃO

Você concorda com a aplicação de multa de R$ 500 para quem não estiver usando máscaras em locais com circulação de pessoas?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

20/02/2018

Petrobras de volta à Fórmula 1

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
A McLaren encerrará um longo contrato de 23 anos com a Mobil

A Petrobras será a fornecedora oficial de combustível à equipe McLaren, a partir de 2019. O contrato será fechado nessa semana e, ao longo do ano, técnicos da equipe e da empresa brasileira desenvolverão a gasolina que será utilizada na próxima temporada. O contrato não envolve a participação e/ou contratação de pilotos brasileiros. A equipe Williams, entre 1998 e 2008, trabalhou com o combustível Petrobras. Nesse período, a escuderia venceu 10 corridas, foi vice-campeã de construtores em 2002 e 2003 e terceira colocada em 1998, 2000 e 2001. A McLaren encerrará um longo contrato de 23 anos com a Mobil como fornecedora de combustível para seus carros. Embora o contrato não estabeleça nenhum vínculo com a participação de pilotos brasileiros na equipe, a volta da Petrobras garantirá a presença brasileira na categoria mais importante do automobilismo. O fato é auspicioso já que, este ano, pela primeira vez, o país não terá um piloto nas pistas desde a estréia de Émerson Fittipaldi, em 1970. A Petrobras tem atuação marcante no automobilismo brasileiro e é responsável, há duas décadas, pela Seletiva de Kart Petrobras, o primeiro degrau para a revelação de pilotos. A McLaren iniciará este ano uma nova fase de sua carreira vitoriosa na Fórmula 1. Depois da despedida definitiva de Ron Dennis, os carros de Fernando Alonso e Stoffel Vandoorne terão motores Renault no lugar dos Honda. E, exatamente nos próximos dois anos, a equipe planeja voltar ao topo da F1. 

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.