Classificados

VÍDEOS

LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

26/01/2016

Flamengo busca empate, derrota Corinthians nos pênaltis e é campeão da Copa São Paulo

Imagem/Reprodução
Detalhes Not�cia
Jogadores do Flamengo comemoram título da Copa São Paulo

Em um jogo que mexeu com os nervos dos torcedores, Corinthians e Flamengo decidiram a 47ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior no Pacaembu, ontem pela manhã, aniversário de 462 anos de São Paulo. Após estar perdendo por 2 a 0, o time carioca buscou o empate nos 90 minutos e venceu nas penalidades (4 a 3) para conquistar seu terceiro título na história da competição. Mesmo com mais corintianos na arquibancada, o Flamengo foi quem começou a tomar as ações. A primeira grande chance foi aos oito minutos. Cafu chutou de fora da área e obrigou Filipe a fazer uma boa defesa. O Corinthians não chegava muito ao ataque, mas quando chegou foi fatal. Após cruzamento, Gabriel Vasconcelos, mesmo marcado por três defensores, conseguiu dominar e bater no cantinho, inaugurando o placar no Pacaembu aos 19 minutos de jogo. O gol fez o Corinthians crescer e em um contra-ataque fulminante, aos 25 minutos, Gustavo Tocantins tocou e Matheus Pereira bateu cruzado para vencer o goleiro Thiago e aumentar a vantagem do time paulista. O Flamengo foi atrás de diminuir o prejuízo, mas a única boa chance foi com Felipe Vizeu após boa trama do ataque rubro-negro que terminou com uma finalização para fora do camisa 9. O segundo tempo começou como o previsto e o Flamengo foi para cima. Aos dois minutos, o time carioca teve um gol anulado. No minuto seguinte, porém, Matheus Sávio cobrou escanteio e Trindade apareceu sozinho para tocar de cabeça e diminuir a vantagem. Com o 2 a 1 no placar, o jogo pegou fogo. O Corinthians tentou aos seis minutos em chute de Gabriel Vasconcelos, defendido por Thiago. No minuto seguinte, contra-ataque flamenguista e Cafu lançou para Matheus Sávio bater rasteiro e empatar a partida. A partir daí os times começaram a apostar nos reservas. Osmar Loss sacou Léo Jabá e pôs Claudinho. Zé Ricardo perdeu Matheus Sávio lesionado e colocou Kléber. Aos 26 minutos, o Corinthians teve uma boa chance em chute de longa distância de Claudinho, que foi defendido pelo goleiro Thiago. Já o Flamengo procurava as bolas diretas com Felipe Vizeu nas costas da defesa. Com o cansaço das equipes, o jogo ficou morno e o empate em 2 a 2 se manteve até o final da partida, levando a decisão para os pênaltis. Do lado corintiano, foram escalados para as cobranças Maykon, Guilherme, Dhawan, Matheus Pereira e Gabriel Vasconcelos. Já o técnico flamenguista optou por Thiago Ennes, Ronaldo, Kleber, Lucas Paquetá e o goleiro Thiago. O Corinthians iniciou a série e todos os jogadores marcaram até o flamenguista Kléber, que viu seu chute ser defendido por Filipe.  Na sequência, Matheus Pereira tentou a cavadinha, mas errou e mandou por cima do gol. Na sequência, Lucas Paquetá marcou e empatou. No último pênalti da série corintiana Gabriel Vasconcelos bateu fraco e o goleiro Thiago defendeu. O goleiro flamenguista teve a bola do título nos seus pés, mas o corintiano defendeu, levando para as alternadas. Claudinho iniciou e o goleiro flamenguista novamente defendeu. A bola do jogo então ficou nos pés de Patrick, que bateu rasteira e marcou o gol do terceiro título flamenguista.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.