Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

07/10/2011

Ana Tércia faz avaliações em São Paulo

Concentrada desde o último domingo em São Bernardo do Campo, a velocista Ana Tércia Soares, do CAD/Vetnil/ SMEL/UNORP/Todosports e seu atleta-guia e treinador Rogério Franco, estão passando por baterias de exames médicos, acompanhamentos e testes físicos até amanhã, 8, com o objetivo de preparação e orientação da equipe de paratletismo para os Jogos Parapanamericanos em Guadalajara, de 12 a 20 de novembro. De acordo com o coordenador técnico da modalidade, Ciro Winckler, esta semana de avaliações é importante também para definir a equipe que representará o Brasil nas Paraolimpíadas do ano que vem: “faltam 329 dias para os Jogos de Londres. Os Parapan será uma passagem e devemos pensar em 2012 para mantermos a 3ª posição no mundo do atletismo, conquistado no Mundial da Nova Zelândia, e ajudarmos o país a conquistar o 1º lugar no México e o 7º lugar em Londres”, completa Ciro.  Na 2ª feira, 3, Ana e Rogério realizaram testes de velocidade e saltos na pista da Vila São José, em São Caetano. Na 3ª, foram os testes de Frequência Cardíaca de Repouso, Composição Corporal e Eletrocardiograma de Esforço. Nesta 4ª o teste de força isocinética no CEPE (Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício) no Instituto do Sono em São Paulo. Ontem, estavam previstos ajustes e orientações no treinamento pela equipe técnica do Comitê, novamente em São Caetano. Nesta 6ª feira será realizada a avaliação da Taxa de Metabolismo de Repouso e consulta com a nutricionista no hotel onde está hospedada. A volta até Rio Preto será amanhã. “É muito bom sabermos como estamos fisicamente e passar por avaliações que não encontramos em Rio Preto, além de conviver com o grupo que se renova a cada convocação. Sinto que temos uma estrutura perto da ideal para o desenvolvimento do atleta no Brasil, tanto que somos a 3ª potência mundial. Tudo isso acrescenta muito ao trabalho que realizamos no dia-a-dia”, disse Ana Tércia.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS

© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade