Classificados

VÍDEOS

Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ESPORTES

12/04/2024

Nilso Moreira cogita pedido de afastamento do time

Imagem/Reprodução
Detalhes Notícia
Nilso Moreira disse que o Penapolense não jogará a Copa Paulista, mesmo que seja convidado

O presidente do Penapolense, Nilso Moreira, concedeu uma entrevista coletiva ao Portal Futebol Interior, para avaliar o desempenho do clube na Série A-4 do Campeonato Paulista. 
Ele aproveitou para pedir apoio à torcida da cidade, sob risco de o clube ficar fora do futebol profissional nos próximos anos.

Confira abaixo a entrevista completa:

Qual a sua opinião sobre o primeiro ano de disputa da A-4?
“Achei o nível técnico abaixo do esperado, bem abaixo dos que jogaram a bezinha o ano passado, falo dos que classificaram para a A-4. Na minha modesta opinião, temos que subir o sarrafo e para isto não pode ser sub-23. Se quisermos melhorar a qualidade do campeonato temos que liberar a idade”.

O que achou da campanha do Penapolense que não conseguiu a classificação para outra fase e era considerado o favorito até mesmo para o acesso?
“Apesar de termos estruturas de campo, de jogo, pré-temporada ideal, nosso time não deu liga. Tivemos que trocar parte da comissão técnica e os resultados não apareceram como esperávamos, mas ao menos permanecemos na A-4. Difícil apontar onde erramos, o principal erro foi na montagem do elenco”.

Você acredita que faltou apoio da cidade e que este apoio pode ter influenciado negativamente?
“Sem dúvida, a falta de representatividade do nosso clube na cidade interfere e muito. Mais uma vez eu sustentei o time praticamente sozinho, arquei com 95% dos custos do campeonato. Isto não pode e não vai mais acontecer”.

Quando você diz que não vai acontecer, o que significa?
“Que se a cidade não abraçar a causa, vamos nos licenciar do profissional no próximo ano”.

E qual o planejamento para o restante da temporada?
“Um edifício se constrói pelo alicerce e de tijolo em tijolo. Chegamos nos andares superiores, vamos fortalecer a base, formarmos atletas e com eles formar e sustentar o profissional. 
Não vou investir mais no profissional. 
Se depender do meu dinheiro, o Penapolense não joga mais o profissional. 
Este ano estamos jogando o sub-15 e sub-17. Não vamos jogar a Copa Paulista mesmo que sejamos convidados. O CT onde estávamos está sendo desocupado pois ele é alugado. Vamos buscar uma casa nova para preparar o sub-20 para 2025. 
Temos até outubro para decidirmos se vamos ou não participar do conselho técnico da A-4. Se até lá não conseguirmos recursos financeiros para a disputa, não participo”.

E qual o planejamento para ter uma base forte ?
“Primeiro ter uma estrutura para que os garotos tenham condições de exercer o seu ofício. Segundo, escolher as pessoas certas para desenvolver e melhorar a qualidade dos jogadores. Já iniciamos a certificação de clube formador pela CBF, também é um avanço”.

E por último qual a sua mensagem que queira deixar?
“Não se faz futebol numa cidade pequena sem ajuda e colaboração de todos. Se não houver união de todos por um ideal não há sustentabilidade. Caminhamos novamente para ter um hiato no futebol profissional da nossa cidade. O CAP só existe para representar a nossa comunidade. O clube não me pertence, pertence à cidade (eu falo isso há 15 anos). Agradeço o carinho e a dedicação de todos aqueles que nos ajudaram nesta jornada”.

VEJA TODAS AS NOTÍCIAS>

© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade