Classificados

VÍDEOS

Penápolis no programa Cidade contra Cidade do SBT em 1989
Residência pega fogo em Penápolis

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ARTIGOS

19/03/2024

Música Sertaneja: Criolo e Seresteiro

Imagem/Reprodução
Detalhes Notícia

Amigo amante da música sertaneja hoje você vai conhecer um pouco da história da dupla Criolo e seresteiro, agradecendo sempre nossa amiga jornalista e pesquisadora Sandra Peripato peo apoio e pesquisas.
Jerônimo Divino Tomaz (Criolo) nasceu na cidade de Ituiutaba, no estado de Minas Gerais.
Osvaldo Severino da Silva (Seresteiro) nasceu na cidade de Iturama, também no estado de Minas Gerais.
Ainda em Ituiutaba, Criolo fez sua primeira formação musical com sua irmã caçula Iolanda, formando a dupla “Criolo e Landinha”, gravando dois discos e alcançando grande sucesso com as músicas “Coração Solitário” e “Não Me Convém”, ambas de sua autoria. Com o casamento de Landinha, ela afastou-se da carreira artística. Com a interrupção da carreira com sua irmã, Criolo ainda jovem, partiu para São Paulo, onde morou por vários anos, constituindo a dupla “Criolo e Seresteiro”.
Criolo e Seresteiro fizeram parte de três grandes emissoras de São Paulo (Rádio Tupi, Rádio Record e finalmente, Rádio Nacional), dando-lhes muito nome. Gravaram a música “Cabelo Loiro” no primeiro disco. Logo em seguida mais nove discos foram gravados, ficando a dupla conhecida em todo território nacional. Fizeram grande sucesso com as músicas “Mulher Volúvel”, “Amor Ausente”, “Vai com Deus”, “Percorrendo o Brasil”, “Depois de um Ano”, “Quatro Beijos”, “Berrante da Meia Noite”, “Ranchinho de Luto”, entre muitas outras de grande repercussão.
Com o afastamento de Seresteiro por motivos particulares, a dupla foi interrompida e Criolo continuou formando uma nova dupla com Barrerito, que também fez parte da Rádio Record de São Paulo. 
Gravaram alguns discos, e depois a dupla também se desfez.
Criolo formou dupla com Carlito (Mauril Leal de Paula, nascido em Frutal / MG) com quem gravou dois discos.
Criolo ainda formou dupla com Serra Negra e Carrerito. Na década de 1980 formou dupla com Juvenil, e sua última formação foi com Aladin.
Seresteiro também teve outras formações de dupla com Baduy e com Tubarão.
Criolo faleceu no dia 07 de janeiro de 2013.
Amigos semana que vem amigos tem mais curiosidades e histórias da nossa música sertaneja, grande abraço.

Luiz Henrique Pelícia (Caipirão) (*)



© Copyright 2024 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade