Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
LIVE SOLIDÁRIA BANDA TUNA

CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ARTIGOS

05/01/2021

Governador João Dória, carrasco do produtor rural paulista?

Nunca antes neste País se viu um governador tão arrogante e desconhecedor do agronegócio como o senhor JOÃO DÓRIA! Também pudera, sempre foi ligado, apenas, às coisas da televisão!
No início de seu governo, quando nomeou para o cargo de Secretário da Agricultura e Abastecimento o jovem administrador, graduado nos Estados Unidos, GUSTAVO DINIZ JUNQUEIRA, com o qual mantive um longo papo sobre o agronegócio paulista - ocasião que expôs seus planos de atividades, na presença de outros cinco presidentes de sindicatos, no recinto onde se realizava a FESTA DO OVO DE BASTOS -, nos causou boa impressão, já que falou em projetos envolvendo os agricultores de um modo geral, em especial os pequenos e médios produtores rurais, fato que nos deixou otimista, ao contrário de seu antecessor. Ledo engano! Pois, nos causou espécie o fato do Secretário ter concordado, talvez por respeito, com o seu Governador, que promulgou a indigitada lei e famigerados decretos tributando vários produtos da agropecuária, assim como insumos e fertilizantes, antes isentos do ICMS, em 4,14%, a saber: adubos, fertilizantes e esterco animal; corretivos e condicionantes de solo; sementes e mudas de plantas; defensivos agrícolas; sêmens; embriões; girinos, alevinos, ovos férteis e aves de um dia; ração e matérias-primas para sua fabricação  (milho, farelo de soja, sal mineral, silagens e feno; vacinas, soros e medicamentos; insumos agropecuários; energia elétrica até 1.000 Kwh/mês; lei cru ou pasteurizado; leite pasteurizado (saída varejo); farinha de mandioca; hortifrutigranjeiros; hortifrutigranjeiros para industrialização; frutas e hortaliças minimamente processadas; mudas de seringueira; bovino, suíno e ovino (reprodutores ou matrizes); borracha natural; algodão; flores frescas; mudas de plantas, e ovos!
Não bastasse essas tributações, ainda pretende o governador extinguir as Casas de Agricultura dos municípios, o que, com certeza, irá prejudicar principalmente os micros e pequenos produtores rurais!
A arrogância e a prepotência do Governador (?) João Dória é tanta, que não se sensibilizou com os apelos e manifestos dos Sindicatos Rurais, tendo à frente a FEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO/SENAR, sob a batuta do seu ilustre e dinâmico presidente e agricultor Dr. FÁBIO DE SALLES MEIRELLES, E APOIO INCONDICIONAL DA FIESP, DO SEBRAE, DA OCB E CAESP!
Entretanto, os produtores paulistas não se calarão e nem ficarão inertes a esse infortúnio causado pelo presunçoso governador João Dória, já que, no próximo dia 07 de janeiro, realizarão, por todo o Estado, “TRATORAÇO”, repudiando essa famigerada tributação, que afetará também a classe consumidora!
Tenho certeza de que os produtores rurais de Penápolis e municípios da Comarca também farão seu “TRATORAÇO”, apoiando-se no disposto pelo parágrafo único do art. 1º da CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, “TODO PODER EMANA DO POVO”, manifestarão seu repúdio, já que, como diz aquele jargão popular: O POVO UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO!
FELIZ E PRÓSPERO 2021 A TODOS OS HOMENS E MULHERES DO CAMPO!

(*) João Antonio Castilho, Presidente do Sindicato Rural de Penápolis. Em 04 de janeiro de 2021.

João Antonio Castilho (*)



© Copyright 2021 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.

Política de Privacidade