Classificados

VÍDEOS

Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar
Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis

SUA OPINIÃO

Você mantém a tradição de colocar decorações de Natal em sua casa?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ARTIGOS

19/11/2019

Música Sertaneja: Craveiro e Cravinho

Imagem/Arquivo Pessoal
Detalhes Not�cia
Os irmãos Craveiro e Cravinho e este articulista ao centro

Amigo amante da música sertaneja, hoje vamos conhecer um pouco da história da dupla Craveiro e Cravinho, agradecendo nossa amiga jornalista e pesquisadora Sandra Peripato pelo apoio e pesquisas.
Sebastião Franco, o Craveiro, nasceu em 05 de fevereiro de 1931 e João Franco, o Cravinho, nasceu em 06 de setembro de 1939, ambos na cidade de Pederneiras, no interior do estado de São Paulo.
Filhos de violeiro e catireiro, começaram a cantar ainda crianças nas fazendas próximas a sua cidade natal.
No início dos anos 50 começaram a se apresentar na Rádio Cultura de Pederneiras. Logo depois se mudaram para a cidade de Piracicaba-SP, onde ingressaram, em 1958, na Rádio Difusora de Piracicaba com programas exclusivos da dupla, em pouco tempo já eram líderes de audiência da emissora. 
Com o sucesso alcançado na emissora piracicabana os irmãos Craveiro e Cravinho, no ano de 1962, foram convidados pela gravadora Chantecler em São Paulo a realizar a gravação do primeiro disco, em 78 rotações, contendo de um lado a moda de viola “Mata Deserta” e do outro lado o cateretê “Ponta de Faca”, ambas de autoria da dupla. 
Em vista do sucesso obtido eles fincaram raízes no meio musical sertanejo, comprovado pelo lançamento de “oito” 78 rotações e “sete” LPs, todos pela gravadora Chantecler onde permaceram por 30 anos. Ainda somam mais “dois” CDs lançados pela gravadora Allegretto e “quatro” CDs pela gravadora Warner totalizando assim 21 álbuns, além de participações em projetos de outros artistas como o CD “Meu Reino Encantado” com Daniel, DVD “100% Caipira” e participação em 2 DVDs da dupla “Cézar e Paulinho”. 
Ao longo da carreira a dupla apresentou diversos programas de rádio e televisão como as já citadas Rádio Cultura de Pederneiras, Rádio Difusora de Piracicaba, também a Rádio Piratininga de São Paulo, Rádio Nacional de São Paulo, Rádio Record de São Paulo, Rádio e TV Bandeirantes de São Paulo onde faziam parte do elenco do programa “Som Verde”, levado ao ar aos domingos das 8 as 10 h da manhã, durante dois anos consecutivos e atualmente apresentam um programa na Rádio Educadora de Piracicaba que está no ar desde o ano de 1998. 
Dentre troféus e homenagens que a dupla detém estão: Títulos de Cidadão Piracicabano concedido pela Câmara de vereadores de Piracicaba em reconhecimento pela grande divulgação da música caipira e da cidade de Piracicaba por todo Brasil, o Troféu “Galo de Ouro” (Símbolo da gravadora Chantecler) por 30 anos de gravação em discos na mesma companhia. 
Um marco importante e significativo na carreira da dupla foi quando participaram de uma solenidade cantando para o então presidente João Batista Figueiredo e o presenteando com uma viola caipira, Craveiro e Cravinho recebeu então uma homenagem como a dupla do presidente. 
Craveiro é pai da dupla Cezar e Paulinho.
Outra passagem que enriquece a trajetória da dupla foi quando no ano de 2007 Craveiro e Cravinho tiveram a oportunidade de divulgar a música caipira fora do Brasil quando realizaram quatro shows nos Estados Unidos, nas cidades de Nova York e Long Branch.
Craveiro e Cravinho continuam se apresentando em shows por todo Brasil, programas de rádio e televisão sempre divulgando a boa moda raiz e a cultura caipira.
Estive com eles recentemente em Pardinho durante o FESMURP (Festival de música  sertaneja de pardinho) e apesar da idade já avançada fizeram um super show no sistema antigo, viola e violão.
Os irmãos são patrimônio da música brasileira. 
Amigos, semana que vem tem mais curiosidades e histórias da nossa música sertaneja, abração.

 

(*) Luiz Henrique Pelícia (Caipirão) tem o programa ‘Clube do Caipirão’ na Rádio Ativa FM 93,5 - segunda a sexta das 04:00 às 06:30 da manhã, domingo das 05:00 às 10:00 horas - www.clubedocaipirao.com.br . Caipirão escreve às terças-feiras para o DIÁRIO DE PENÁPOLIS

Luiz Henrique Pelícia (Caipirão) (*)



© Copyright 2019 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.