Classificados

VÍDEOS

Apaixonados por carros antigos se reúnem em Penápolis
Agrosoles - Bombeamento de Água por Energia Solar

SUA OPINIÃO

Você está otimista em relação a participação do Penapolense na Série A-2 deste ano?


CLIMA

Tempo Penápolis

fale com o DIÁRIO

Fone Atendimento ao assinante & comercial:
+55 (18) 3652.4593
Endereço Redação e Comercial: Rua Altino Vaz de Mello, 526 - Centro - CEP 16300-035 - Penápolis SP - Brasil
Email Redação: redacao@diariodepenapolis.com.br
Assuntos gerais: info@diariodepenapolis.com.br

ARTIGOS

16/08/2019

Velho assunto = Educação II

Volto a escrever sobre Educação – Educação Pública x Educação Particular.
São duas realidades que caminham para uma mesma direção - a organização, desenvolvimento e formação de uma sociedade progressista e para o bem de todos. Do país como um local em que todos possam progredir, trabalhar, criar, empreender, etc. Para um país com respeito, direitos e deveres iguais para todos.
Acontece que assistimos organizações particulares.
São clubes de serviços, associações desportivas e de lazer.
Clubes de futebol com empresas particulares, etc.
Por que então está sempre em discussão o ensino público x ensino particular?
Só se o Estado se tornar totalitário.
Tudo pertencendo ao Estado. E aí? Quem governará um país assim não é, também, um sistema particular? Nem eleições teriam!
Por isso, defendendo a democracia como um sistema que garante igualdade para todos, assim o ensino particular está, também, enquadrado.
Acontece como diferença de quem banca um ensino particular para seus dependentes faz cobranças de resultados.
Isto está faltando no poder público que mantém ensino público e gratuito para todos só que não faz cobranças pelo resultado. Há muitas maneiras de fazer envolvimento e consequentemente participação das famílias. Afinal quem mantem o ensino público é toda a sociedade, principalmente os que mantem e participa do ensino particular.
Escrevo assim e, sem corujismo, tenho um neto (Eduardo Cavicchioli Serra) que no final de 2018, com 17 anos completou o ensino médio.
Sempre estudou em escola particular. Mas estudava mais 4 horas todos os dias em sua casa.
Por isso foi aprovado – em:
1- Instituto Militar de Engenharia;
2- Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu;
3- Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo;
4- Faculdade de Direito da Usp – Largo de São Francisco – 12º lugar;
5- Faculdade de Medicina Federal Fluminense;
6- Faculdade da Univ – Federal de Uberlândia (ENEM);
7- Diplomado pelo Conservatório Musical de Lins, com 2 anos e meio de estudos, como Pianista Erudito;
8- Vai receber em setembro, em solenidade, a medalha de bronze da Olimpíada Brasileira de matemática – OBMEP – de 2018.
Em todos os cursos ele foi aprovado em 1ª chamada.
Então acho que ele merece estudar numa Instituição Superior Pública porque com certeza terá muita coisa a desenvolver pelo bem do país.
Por último tem 7 anos de atividades de KARATÊ.
Ensino Público é igual ao Ensino Particular. Basta cobrar e aproveitar.
Estamos numa democracia.

(*) Vanir Cavicchioli é penapolense e ex Diretor das EE Marcos Trench e Augusto Pereira de Moraes, ex Supervisor de Ensino na DRE de Penápolis, ex Professor e ex Diretor da FFCL de Penápolis, ex Supervisor de Ensino na DER Lins. Escreve toda sexta-feira para o DIÁRIO DE PENÁPOLIS. E-mail: vanir-cavicchioli@bol.com.br

Vanir Cavicchioli (*)



© Copyright 2020 - A.L. DE ALMEIDA EDITORA O JORNAL. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total do material contido nesse site.